Haverá vida depois de Toy Story 4 para Woody e Buzz Lightyear? Com quase mil milhões de euros arrecadados a nível mundial de acordo com o Box Office Mojo, o quarto filme de Toy Story tornou-se a película mais lucrativa da saga, provando que, 24 anos depois do início das aventuras, o público continua a demonstrar apreço pelos famosos brinquedos.

Todavia, o desfecho de Toy Story 4 parece eliminar a possibilidade de uma sequela. O misto de emoções e os caminhos separados deixam o público a indagar: o que se segue? Mark Nielsen, produtor do último filme, esclarece algumas dúvidas em entrevista à Digital Spy. Na ótica de Nielsen, ainda é “demasiado cedo” para avaliar o impacto que o sucesso do quarto filme terá num eventual Toy Story 5. 

“Temo-nos concentrado bastante no… tu sabes, primeiro o lançamento nas salas de cinema, e agora o lançamento em DVD. Ainda não pensámos muito para além disso”, afirma.

Os novos projetos da Disney

De momento, outras prioridades estão na agenda da Disney. Nielsen adianta a produção de “sete novos filmes, muito entusiasmantes, que já têm equipas a trabalhar neles”, facto que tem adiado o diálogo sobre o futuro de Toy Story. “A nossa atenção está muito em Onward, Soul e outros futuros filmes da Pixar agora”, esclarece o produtor.

‘Onward’, um dos novos projetos da parceria Disney-Pixar. Fonte: Divulgação Disney / Pixar

Onward, em português Bora Lá, e Soul, consistem nas mais recentes produções da parceria DisneyPixar a estrear no próximo ano. Enquanto Onward se foca na vida de dois irmãos elfos à procura da magia que deixou as suas vidas, Soul aponta para uma abordagem mais madura ao explorar o conceito de alma, no pós-vida de um professor de jazz. Duas interessantes perspetivas, muito antecipadas pela empresa.

Será o “infinito e mais além” finito?

A hipótese de uma série spinoff centrada em personagens secundárias do franchise pode, assim, tornar-se viável. Nielsen admite o interesse nos restantes brinquedos, visto que “todos têm um ângulo tão diferente”. “Podia-se mesmo tirar qualquer personagem do quarto da Bonnie e todos são merecedores da sua própria série. Têm estas histórias implícitas e futuros implícitos”, conclui.

Lamp House, a nova curta sobre a pastorinha Bo Peep, chegará, brevemente, à plataforma Disney+, um forte indício desta ânsia da produtora em “explorar mais personagens”. Forky, adição recente à saga, irá, também, receber a sua própria série, intitulada Forky Asks a Question, projeto criado por Mark Nielsen.

“Tive a sorte de produzir a série do Forky para a Disney+, o que foi muito divertido. São mais 30 minutos de animação. Então vai ser interessante. Vai ser divertido ver a reação à série do Forky quando esta sair. Acho que vai determinar a possibilidade de haver mais ou não.”

Se ainda não existem novas longas-metragens relacionadas com Toy Story no horizonte, Nielsen confirma que tal opção não será excluída. O “infinito e mais além” pode não ter chegado ao fim e, até lá, há muito para apreciar nas criações vindouras do universo Disney.