A terceira temporada de Stranger Things é a série original da Netflix mais vista de sempre, afirmou a plataforma de streaming na apresentação de resultados realizada esta quarta-feira (16).

A trama de ficção científica conseguiu mais de 64 milhões de visualizações nas quatro semanas que seguiram a sua estreia, a 4 de julho. A Netflix conta como uma “visualização” cada vez que um dos membros de uma conta veja pelo menos 70% de um episódio de uma série ou 70% de um filme.  Estes são números ultrapassam largamente os de outras séries sobre as quais foram revelados valores anteriores: Por exemplo, The Umbrella Academy foi vista por 45 milhões em quatro semanas.

Os números agora revelados dão sequência aos valores já anunciados na primeira semana de exibição da série, quando a empresa norte-americana afirmou que 40,7 milhões de contas em todo o mundo já tinham visto Stranger Things 3. Na altura foi registado que esta era a série a alcançar mais rapidamente uma audiência desta dimensão.

Nos Estados Unidos, durante os primeiros quatro dias da terceira temporada da série protagonizada por Eleven (Millie Bobby Brown) a audiência foi 21% superior à que se tinha registado em igual período da segunda temporada.

Unbelievable e La Casa de Papel também se destacam

Noutros números revelados pela Netflix, há realce para os números da série Unbelievable, vista por 32 milhões de membros nas primeiras quatro semanas, ou ainda para La Casa de Papel, que conquistou 44 milhões de espectadores e se tornou a série em língua não-inglesa mais vista de sempre na plataforma.

No lado dos filmes, o familiar Tall Girl foi visto por mais de 41 milhões de contas nas suas primeiras quatro semanas, o thriller Obsessão Secreta conquistou 40 milhões e Otherhood, com Angela Bassett, Patricia Arquette e Felicity Huffman alcançou 29 milhões de espectadores em todo o mundo.

A Netflix alcançou, no terceiro trimestre de 2019, a marca de 159 milhões de subscritores em todo o mundo. A contribuir para este registo esteve um crescimento de 6,8 milhões entre julho e setembro – 6,3 milhões provenientes dos mercados internacionais e cerca de meio milhão dos Estados Unidos.