Abominável

“Abominável”: Todas as curiosidades sobre o filme que é uma viagem de regresso a casa

Com o aproximar do frio, os cinemas portugueses estreiam nesta quinta-feira (17) um filme sobre a mais mítica criatura associada ao inverno, o yeti. Abominável promete fazer as delícias dos mais jovens através da história de Evereste e do seu regresso aos Himalaias.

Depois de sucessos como Shrek, Madagascar ou Panda do Kong Fu, a DreamWorks junta-se à Pearl Studio numa co-produção que “leva o público numa aventura épica com mais de 3.000 km, desde as ruas de uma cidade chinesa até às magníficas paisagens cobertas de neve dos Himalaias”.

A trama começa quando Yi, uma adolescente natural de Xangai, se depara com um jovem yeti escondido no telhado do seu prédio. Juntamente com os amigos Jin e Peng dá-lhe o nome de Evereste e ambos começam uma missão para reunir a criatura com a sua família no ponto mais alto do mundo.

Mas a viagem não será fácil. O avarento Burnish e a zoóloga Zara farão de tudo para capturar Evereste, pelo que os amigos terão de lidar com vários perigos e imprevistos ao longo da sua jornada.

 

A presença inequívoca de Jill Culton

Jill Culton já tinha feito parte de filmes como Toy Story ou Monstros e Companhia, mas foi em Abominável que conseguiu fazer história. Foi a primeira mulher de sempre a realizar, num grande estúdio, uma película de animação. Simultaneamente, a história foi também protagonizada por uma personagem do sexo feminino.

Após receber a proposta para criar um filme cuja ideia base fosse a de um yeti, Culton acabou por recorrer a uma memória de infância como forma de inspiração. Quando tinha cerca de 6 anos, a agora escritora tinha uma vizinha que possuía um cão de grande porte que um dia lhe saltou para cima. Numa conjugação de medo e espanto, Jill acabaria por decidir ter sempre grandes cães na sua vida, “eles são uma enorme e fascinante presença no meu mundo”.

Lê também: ‘Maléfica: Mestre do Mal’, a vilã está de regresso aos cinemas

Também a música foi para si um ponto central na escrita da animação. Para além de tocar guitarra e piano, Jill Culton sempre apreciou a emoção que a música traz a um filme. Desta forma, fez de Yi alguém que usa o violino para expressar os seus sentimentos. E de Evereste uma criatura cuja magia é baseada na natureza com tons musicais à mistura.

Abominável
Créditos: NOS Audiovisuais

Curiosidades

Apesar de não falar, Evereste possuí a sua própria forma de comunicação. Para lhe dar voz, o ator Joseph Izzo realizou vários vocalizos que a equipa posteriormente usou no filme.

A atriz norte-americana Chloe Bennet foi a escolhida para interpretar Yi. Numa das cenas em que a personagem abordava a forma como lidou com a morte do pai, Bennet não foi capaz de fazer jus ao guião visto que o seu próprio pai a tinha acompanhado ao estúdio. Desta forma, a cena não ficou feita, com a atriz a voltar dias mais tarde. Jill Culton conta que, após 20 takes, pediu a Bennet para não usar o guião: “Os últimos três takes em que ela atirou o guião fora? Isso está no filme. Ela estava a interpretá-lo através do coração”.

Devido aos recentes conflitos com a China, o Vietname retirou o filme Abominável das salas de cinema de todo o país. Em causa está uma cena em que um mapa mostra a linha das nove raias, declarada unilateralmente pela China mas não aceite pelo Vietname.

A versão portuguesa conta, entre outros, com as vozes de José Pedro Gomes e Vera Kolodzig nos papéis de Burnish e Dra. Zara, respetivamente.

‘A Família Addams’: Descobre as vozes portuguesas por trás da animação

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
youtube pc
Como promover um canal do YouTube