André Henriques, um dos fundadores da banda de rock portuguesa Linda Martini, está a preparar o seu álbum de estreia a solo com um disco de originais. O disco ainda não tem título anunciado, mas a sua edição está prevista para o primeiro trimestre de 2020.

andré henriques

André Henriques | Fonte: Jornal Universitário do Porto

Produzido pelo músico brasileiro Ricardo Dias Gomes,  que já trabalhou com nomes como Caetano Veloso Adriana Calcanhoto, e gravado nos Estúdios Valentim de Carvalho por Nelson Carvalho, o disco conta com Ivo Costa (Bateu Matou) na percussão e Pedro Ferreira (metade da dupla Quelle Dead Gazelle) na guitarra eléctrica. Para além da produção, Ricardo Gomes Dias encarrega-se pelo baixo e sintetizador.

Lê também: Cátia Sá e Ricardo Dias Gomes na ZDB: o Divino e o Paranormal

André Henriques faz parte, desde 2003, dos Linda Martini, banda que fundou e mantém com Cláudia Guerreiro, Hélio Morais e Pedro Geraldes. É vocalista e guitarrista. A sua composição não se restringe à banda, tendo compondo para a fadista Cristina Branco e colaborado várias vezes com Filho da Mãe (Rui Carvalho), como na música ‘Eu Por Engomar’. Para o artista, este novo disco, ainda sem tema divulgado, “é um exercício de humildade” surgido de um impulso que pretende “expôr a fragilidade das canções“.

Segundo o comunicado de imprensa, André Henriques pretende com este disco estender a sua identidade, “partindo sempre do texto para criar um universo musical muito próprio recheado de histórias que nos prendem até à última sílaba”. 

Enquanto não lança o novo disco, o artista continua na estrada com os Linda Martini. O próximo concerto é no dia 26 de outubro no Centro das Artes do Espectáculo, em Sever do Vouga.