Com Avenida Brasil a aproximar-se do final e a liderar destacadamente no seu horário, a SIC decidiu jogar pelo seguro e apostar numa nova reposição de uma novela brasileira para as 18 horas. A escolha recaiu sobre Amor à Vida, novela de 2013 da autoria de Walcyr Carrasco.

A SIC repete assim a sequência de novelas que exibiu em horário nobre entre 2012 e 2014 e que foram os produtos da Globo de maior sucesso da década em Portugal. Recorde-se que, com a repetição de Gabriela em outubro do ano passado, e a sua substituição por Avenida Brasil em janeiro deste ano, a SIC praticamente duplicou a sua audiência na faixa das 18h.

Com estreia marcada para dia 21, Amor à Vida conta a história de dois irmãos, Félix (Mateus Solano) e Paloma (Paolla Oliveira), que disputam a herança do seu pai César Khoury (Antônio Fagundes), dono de um hospital em São Paulo. Félix não irá olhar a meios para conseguir a herança e tirar a irmã do seu caminho.

LÊ TAMBÉM: TED BUNDY: A SÉRIE SOBRE O PRIMEIRO SERIAL KILLER DA AMÉRICA

Embora seja adorado pela sua mãe Pilar (Susana Vieira), Félix não tem o reconhecimento do seu pai. Enquanto Paloma é pediatra no hospital da família, Félix nunca conseguiu ser médico mas acaba por conseguir se intrometer na gestão do hospital. Frio e ambicioso, desvia dinheiro e faz tudo para conseguir tomar conta dos negócios da família. O que ninguém sabe é que ele próprio vive um grande dilema: é homossexual não assumido. Casado com Edith (Bárbara Paz), tem um filho adolescente, Jonathan (Thalles Cabral).

Durante uma viagem de família ao Peru, Paloma apaixona-se pelo aventureiro Ninho (Juliano Cazarré), com quem foge para se ver livre das pressões da família. A relação não termina bem, e Paloma acaba grávida e sozinha. De volta ao Brasil, acaba por dar à luz numa casa de banho de um bar.

amor à vida

Félix vai atrás da irmã e, ao encontrá-la desfalecida e sozinha após o parto, sequestra a sua sobrinha e abandona a bebé no lixo. Nesse mesmo dia, no Hospital San Magno, Bruno (Malvino Salvador) está arrasado pela morte da sua mulher e do seu filho durante o parto. Ao andar desorientado pelas ruas de São Paulo, Bruno ouve um choro de criança e acaba por encontrar a bebé. Comovido e fragilizado, decide adotar a criança.

Doze anos depois, Paloma e Bruno conhecem-se por acaso no hospital. Sem saber, a pediatra dá consultas periódicas à sua filha Paulinha (Klara Castanho). Os três criam uma ligação especial mas, ao descobrir o paradeiro da filha, Paloma enfrenta Bruno e luta na justiça pela custódia da filha.

Com o desenrolar da trama, Félix acaba por ganhar um maior protagonismo na novela, sendo provavelmente a personagem mais lembrada de Amor à Vida. O beijo com Niko (Thiago Fragoso) tornou-se um momento histórico na televisão brasileira e com grande repercussão, por se tratar do primeiro beijo entre dois homens numa novela da Globo.