Os criadores de black-ish conseguiram fazer magia ao fazer um spin-off de comédia com sucesso, grown-ish. Agora tentam o milagre de o fazer pela segunda vez com mixed-ish, uma prequela da vida de Bow.

Da comuna para os subúrbios

Durante as cinco temporadas de black-ish foram várias as piadas feitas por Dre sobre a infância de Bow. Quantas vezes não ouvimos a referência a um “culto” e aos “hippies”?

A verdade é de forma bastante subtil, numa conversa de sofá, Bow revelou que viveu na comuna hippie só até aos 12 anos. Numa série marcada pela leveza do humor, foi um comentário que passou despercebido. Porém, sabemos agora que dá o mote a mais um spin-off.

mixed-ish centra-se na vida de Bow enquanto adolescente, e mostra todas as mudanças que deixar a vida numa comuna dos anos 80 e viver nos subúrbios provocou.

Nesta nova série, Arica Himmel é a versão mais jovem de Bow. Ela e os irmãos nunca tinham visto coisas como autoclismos ou dispensadores de gelo. Mais importante que isso, nunca tinham sido expostos à própria identidade racial, um tema sobre o qual a série se vai debruçar bastante.

O que é isto de ser mixed-ish?

black-ish mostra a vida de um família afro-americana nos subúrbios ao mesmo tempo que fala das diferenças entre essa vida, e a vida de outras pessoas negras em bairros mais desfavorecidos. Fá-lo com notas históricas sobre as lutas travadas por esta comunidade nos Estados Unidos sem nunca se esquecer de que é uma série de comédia.

Em mixed-ish o tema vai ser outro. O facto de Bow ser birracial foi sempre outro dos motivos de piada para Dre e a mãe, interpretada por Jenifer Lewis. Agora, vamos perceber de que forma é que ser filha de mãe negra e de pai caucasiano influenciou o crescimento de Bow.

Lê também: ‘THIS IS US’: O QUE ESPERAR DA QUARTA TEMPORADA DA SÉRIE

Na verdade, até sair da comuna isso nunca foi um problema porque todas as diferenças eram dissipadas no seio da comunidade. Ao chegar a uma escola com uma clara divisão entre negros e brancos, Bow sente-se dividida.

Através do trailer vemos que a escolha é tão simples quanto respirar para os irmãos. Johan (Ethan Michael Childress) vai para um lado, e Santamonica (Mykal-Michelle Harris) identifica-se mais como o outro.

Rainbow não se sente preparada para escolher uma parte da sua própria identidade, renegando a outra, e vemos que isso faz com que a sua diferença acabe por ser elo de união para as duas partes da contenta na escola.

O trailer mostra ainda que apesar de agora haver mais pessoas birraciais com exposição mediática que ajudam as crianças a perceberam que não há nada de errado com elas, nos anos 80 a situação era outra.

Abordar este tema, de forma educativa mas sem descurar as piadas e o rápido ritmo de uma série com episódios de 20 minutos é o desafio de mixed-ish.

Mariah Carey e mixed-ish, amor à primeira vista

“Enquanto mulher birracial no mundo do entretenimento, não havia maneira de não querer fazer parte de mixed-ish, especialmente depois de ver o pilot e ter adorado”, disse Mariah Carey num comunicado.

A cantora é responsável pelo tema de introdução da série. Chama-se In The Mix e tem tudo o que se pode esperar de Mariah. E sim, estamos a falar dos agudos que tão bem a caracterizam.

O videoclip desvenda mais cenas da série e mostra não só as dificuldades que a família de Bow enfrenta, mas também a grande união que têm para superar os estigmas sociais. O espírito de união é exaltado pela letra da música que tem uma base muito típica dos anos 80.

“They keep tryin’ but they can’t stop us / Cause we got a love that keeps rising up” é um dos exemplos desse espírito. Em tradução livre, o trecho diz “Eles continuam a tentar, mas não nos podem parar/Porque temos um amor que continua a crescer”.

Há ainda a possibilidade de que Mariah Carey entre como atriz convidada na série, já que demonstrou essa vontade, mas é uma participação que ainda não está confirmada.

mixed-ish estreia a 24 de setembro.