A CMVM (Comissão do Mercado de Valores Mobiliários) anunciou esta manhã a suspensão  nas negociações em curso das ações da Cofina e da Media Capital. É a segunda vez, desde que a possibilidade de negócio foi conhecida, que a entidade reguladora suspende os títulos de ambas as empresas.

Numa nota divulgada na sua página da internet, o regulador afirma que está a aguardar “a divulgação de informação relevante ao mercado”.

A emissão deste parecer vem no seguimento das notícias avançadas no início deste mês, que anunciavam o lançamento de uma Oferta Pública de Aquisição (OPA) por parte do grupo Cofina ao grupo Media Capital (onde se insere a TVI).

A Cofina já reagiu, declarando em comunicado que “decorrem atualmente negociações aprofundadas com a Prisa, que se têm desenvolvido de forma muito intensa nas últimas horas, no sentido de alcançar um acordo para a aquisição pela Cofina da Media Capital”. Relembre-se que a Prisa é a maior detentora de capital do grupo, sendo que detém 94,69% do total.

Ainda não há data prevista para a finalização das negociações, ideia reiterada pelo grupo Cofina que acrescenta que “em todo o caso, sempre dependerá da aprovação prévia pelos órgãos de administração da Cofina e da Prisa”.

A Media Capital, dona da TVI, está avaliada em 255 milhões de euros e no negócio vão também estar envolvidos Mário Ferreira, empresário e fundador da Douro Azul bem como o banco espanhol Abanca. De acordo com o Expresso, o negócio deve ser anunciado esta semana.

LÊ TAMBÉM: HOW TO GET AWAY WITH MURDER: O QUE ESPERAR DA ÚLTIMA TEMPORADA