Conhecida por entrar em séries como Battlestar Galactica e Lucifer, Tricia Helfer esteve na Comic Con Portugal (13) e fez revelações surpreendentes sobre a sua carreira.

Foi modelo durante uma década, mas é na representação que Tricia se dedica a tempo inteiro. O seu primeiro grande papel, que lhe deu notoriedade entre fãs de ficção cientifica, foi de Cylon Número Seis em Battlestar Galactica.

A atriz canadiana revelou que o casting foi um processo longo que resultou de várias reuniões com os produtores e os argumentistas da série. “Tinha apenas um ano de experiência enquanto atriz e tive muitas conversas e reuniões que duraram cerca de três meses (…) confesso que não era fã acérrima da série original, mas conhecia os conceitos e isso interessou-me bastante”.

Fotografia: Diogo Marques / Espalha-Factos

À época, Tricia revela ter-se sentido estigmatizada pelo facto de ser uma atriz-modelo. “Tive de deixar [a carreira de modelo] para trás. Algumas pessoas descartavam as minhas capacidades por isso mesmo, mas felizmente consegui superar essa dificuldade”.

A último episódio desta série foi para o ar há dez anos, mas Tricia Helfer ainda mantém a chama da Battlestar Galatica acesa com um podcast intitulado “Battlestar Galacticast” onde a atriz e o jornalista Marc Bernardin revêem os episódios e comentam sobre os mesmos.

O que esperar das novas temporadas de Lúcifer?

Tricia reconhece que o poder dos “Luci-fans” (o nome que os fãs da série Lucifer)  fez com que a série fosse resgatada pela Netflix, após o cancelamento da Fox. “Os fãs expressaram-se muito no Twitter e senti isto. Felizmente vão existir novas temporadas, mas não consigo confirmar se vou voltar ou não. Mas a indicação que tenho é que não há perspectivas disso”.

Apesar de já não fazer parte da trama principal, Tricia está satisfeita pelo papel que desempenhou. Salientou que a morte da sua personagem (Charlotte Richards) em Lucifer coincidiu com um período onde estava a ter problemas pessoais. “Durou um mês para [a cena] ser filmada e tivemos várias reuniões de pós-produção para certificar que tudo batia certo [com os efeitos visuais]”.

Lê também: Portuguesa Daniela Melchior confirmada no elenco de ‘Esquadrão Suicida 2’