Todd Stashwick
Fotografia: Diogo Marques / EF

Todd Stashwick: “Tive de gritar tanto que fiquei sem voz durante três dias”

O ator Todd Stashwick desvendou, no primeiro dia da Comic Con Portugal, os principais desafios que encontrou durante a rodagem da série 12 Macacos. O norte-americano falou também sobre o seu papel em The Vampire Diaries e no filme live-action da Kim Possible da Disney.

Maioritariamente conhecido pelo grande público pelos seus papéis como vilão, Todd Stashwick tem um currículo vasto. Com mais de duas décadas de carreira, o norte-americano participou em séries de ficção científica como 12 Macacos.

Nessa série da Syfy, baseada no filme de 1995 realizado por Terry Gilliam, Todd é Theodore Deacon, o líder do grupo West VII. A personagem apareceu na primeira temporada, mas começou por ter um papel mais importante na trama, a partir da segunda.

Durante a conferência de imprensa, Todd revelou que as exigências a nível físico começaram a surgir na terceira temporada. “Antes de começarmos a filmar, tive de preparar-me fisicamente durante cinco meses. Isto incluiu também um acompanhamento de um nutricionista, ou seja, não pude comer pizza nessa altura (risos)“.

O facto de existirem viagens no tempo no universo ficcional de 12 Macacos, deu ao ator a hipótese de explorar diferentes épocas temporais, o que considerou um elemento positivo da série: “Sendo um grande fã de Dungeons and Dragons, adorei quando [a série] retratou o medievalismo. Foi algo que acho que foi bem conseguido“.

A importância de ser “embaixador”

Em The Originals, Todd interpreta Kieran O’Connell e, usando esta série como contexto, o norte-americano afirma a importância dos fãs. “Quando gravo durante uma semana juntamente com mais de 100 pessoas, numa série como essa, eu, enquanto ator, não me apercebo sua da real dimensão. Em certa medida, depois de a série acabar, torno-me num embaixador e por isso tenho uma certa responsabilidade em representá-la em eventos como a Comic Con”.

Consciente dos papéis que interpreta são vilões, Todd Stashwick admite que não existem diferenças na preparação das suas personagens enquanto ator. “Tenho apenas um espaço temporal para poder separar os papéis“.

Fotografia: Diogo Marques / EF

No caso de Drakhen, arqui-inimigo de Kim Possible, Todd revelou que John Dimaggio, o ator que dá voz na série de animação, ligou-lhe pessoalmente a felicitar por ter conseguido o papel na adaptação live action. “Foi uma experiência incrível ter o Joe Dimaggio ligar-lhe com aquela voz tão caraterística dele. Relativamente à inspiração, peguei, claro, na voz dele e também em Tim Curry e Gene Wilder”.

Sobre o futuro, Todd salientou que vai participar num filme, a estrear em 2020, chamado Violet realizado por Justine Bateman e com Olivia Munn no elenco. O norte-americano conta que, no último dia de filmagens, ficou afónico devido à exigência do seu papel. “Tive de gritar tanto, a plenos pulmões, que (como resultado) fiquei sem voz durante três dias. Mas a minha mulher agradeceu (risos)“.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
‘O Poder das Mulheres: Heroínas da Linha da Frente’ estreia na televisão portuguesa no Dia da Mulher