O thriller de Tate Taylor abriu a 13.ª edição do MotelX e voltou a repetir esta quarta-feira. Foi a estreia nacional de Ma, que se estreou nos Estados Unidos no final de maio.

Octavia Spencer é a verdadeira estrela do filme e ela e Taylor funcionam muito bem juntos. Não é a primeira vez que o par tem sucesso, já que em As Serviçais o seu papel, no filme do mesmo realizador, lhe valeu o Óscar de Melhor Atriz Secundária.

Em Ma, Octavia Spencer é Sue Ann, uma mulher estranha que trabalha numa clínica veterinária. A sua solidão e aparente simpatia para com desconhecidos tornam-na a melhor amiga dos adolescentes mais populares do bairro.

Sue Ann, cuja alcunha carinhosa é Ma – de mãe – deixa os jovens de 16 anos organizarem festas na sua cave, enquanto lhes dá álcool e finge ser amiga deles. Porém, ela tem regras muito peculiares e procura vingança por algo que lhe aconteceu no passado.

Terror ou comédia negra?

O filme, que se apresenta como um thriller de terror, pouco ou nada disso tem. É ligeiro desde o início até ao fim e a história desenrola-se muito lentamente. Ma conseguiu deixar a sala inteira a saltar de riso e não de susto.

Não há um único momento assustador em todo o filme, à exceção de duas partes em que o realizador nos tenta fazer saltar, mas sem sucesso. Só mesmo no final é que há sangue, caos e Octavia Spencer surge das chamas como uma comediante malévola.

Ma é, assim, assustadoramente hilariante para um filme do género. Octavia Spencer consegue cativar-nos e entreter-nos; consegue ser muito estranha e até desconcertante, mas nunca realmente assustadora. Uma coisa é certa: o filme é completamente imprevisível.

Ma faz parte da Secção Serviço de Quarto nesta edição do MotelX.

Lê Também a análise ao primeiro dia do festival: MOTELX 19: TREZE É O NÚMERO DA SORTE
MOTELX 19: 'Ma' é assustadoramente hilariante
6Valor Total
Votação do Leitor 0 Votos
0.0