A Herdade, filme realizado por Tiago Guedes, foi escolhido como o candidato português aos Óscares de 2020. A longa-metragem pode representar Portugal na corrida ao Óscar de melhor filme estrangeiro, anunciou a Academia Portuguesa do Cinema.

A 92.ª edição da cerimónia que premeia o melhor do cinema realiza-se a 9 de fevereiro, em Los Angeles. Portugal espera que A Herdade, de Tiago Guedes, seja nomeado para o Óscar de melhor filme estrangeiro. Entre outros possíveis candidatos, estavam Variações – o filme português mais visto do ano –, Parque Mayer Raiva.

A longa metragem de Tiago Guedes teve a sua estreia mundial no 76.º Festival de Veneza, a 5 de setembro, merecendo o Prémio Bisato d’Oro para Melhor Realização. Também faz parte da seleção oficial do Festival de Toronto, que termina este domingo (15).

A Herdade chega às salas de cinema portuguesas na próxima semana, a 19 de setembro. O filme conta a história de uma família portuguesa, dona de um grande latifúndio a sul do Tejo. Passa pela evolução histórica, política e social do país entre os anos 40 e a atualidade.

O argumento foi escrito por Rui Cardoso Martins e Tiago Guedes e o elenco inclui Albano Jerónimo, Victoria Guerra, Sandra Faleiro e Miguel Borges.