O mundo do VHS nunca deu tanto que falar; mais ainda quando a pornografia o dominou por completo nos anos 80. É este o mote da terceira temporada de The Deuce, original da HBO que regressa esta terça feira, 10 de setembro, para um último olhar sobre o setor milionário da indústria porno nos Estados Unidos.

O salto para o futuro é inevitável. O brilho dos anos 70 começa a desaparecer e é no auge dos anos 80 do século passado que a história retoma o seu rumo, com um avanço de sete anos desde os acontecimentos da temporada anterior. E, como é de esperar, há sempre muito a acontecer no mundo obscuro dos gangues, trabalhadores sexuais, pornografia e assassinatos.

Com o fim de uma era de ouro para o negócio pornográfico, assiste-se a uma transformação completa num setor que rende milhões. Com a aquisição agressiva de propriedades com fins comerciais sexuais, em Times Square, e o impacto devastador da epidemia do vírus HIV, no final dos anos 70, o pote de ouro da porno precisa de se reinventar. Assim, a terceira temporada do drama salta para 1985, altura em que as cassetes de vídeo se assumem como o principal meio de produção e distribuição de pornografia.

https://www.youtube.com/watch?v=RlxDxs1k9Gw

Lê Também O QUE VER EM SETEMBRO NA HBO PORTUGAL

42nd Street transformou-se num local de crimes violentos e lojas de vídeo decadentes, o que torna a renovação urbana mais improvável do que nunca. Seguindo as vidas interligadas de empregados de bar, prostitutas e os seus exploradores, polícias, mafiosos, atores pornográficos e produtores de Times Square, a terceira temporada de oito episódios desta série leva o enredo a uma conclusão dramática.

A série, criada por George Pelecanos e David Simon, acompanha as várias fases da imensa transformação do setor pornográfico nos Estados Unidos, cada temporada com uma visão sobre uma época específica. A primeira, focada nos anos de 1971/72, centra-se na disputa de gangsters pela introdução de trabalhadoras sexuais numa rede de negócios ocultos; a segunda foca-se no auge do porn chic de 1977; a terceira, que estreia agora, salta sete anos para a véspera de ano novo em 1984, antevendo uma transformação completa do mundo que rodeia estes personagens.

O drama da HBO é protagonizado por James Franco, que interpreta Vincent Martino – na terceira temporada, cansado, cauteloso e à procura de uma saída – e Frankie Martino, irmãos gémeos.  Maggie Gyllenhaal é Candy, que se esforça por manter a sua integridade artística numa indústria que se desenvolve rapidamente e nem sempre permite essa liberdade.

De regresso ao elenco estão Margarita Levieva (Abby), Emily Meade (Lori), Lawrence Gilliard Jr. (Chris Alston), Luke Kirby (Gene Goldman), Chris Bauer (Bobby), Chris Coy (Paul) e Michael Rispoli (Rudy). Ao elenco principal regressam ainda David Krumholtz (Harvey), Daniel Sauli (Tommy Longo), Olivia Luccardi (Melissa) e Sepideh Moafi (Loretta).

O que aconteceu no final da segunda temporada?

Vincent volta ao 366

As últimas imagens da segunda temporada vêem Vincent a entrar de novo no clube 366, aparentemente ansioso e receoso. Apesar de ser um momento breve, poderá ter ligação com os seus sentimentos face à morte de Dorothy.

Darlene e Loretta deixam as ruas

Afetadas pela morte de DorothyDarlene (Dominique Fishback) e Loretta deixam o trabalho de rua e, consequentemente, Larry (Gbenga Akinnagbe). Ambas mudam em parte a sua vida: a primeira consegue um trabalho numa loja de vestuário, seguindo a sua educação; já Loretta começa a trabalhar no bar Hi-Hat.

Lori também sai em liberdade

A vida de medo e paranóia face ao seu controlador parece ter terminado para Lori. Os momentos finais da segunda temporada mostram-na feliz e em liberdade em Los Angeles.

James Franco em The Deuce

(Fotografia: HBO)

A terceira e última temporada de The Deuce estreia esta terça feira, 10 de setembro. Os oito episódios finais da trama estreiam em exclusivo no catálogo da HBO Portugal.