A programação completa do MOTELX foi divulgada esta quarta-feira (28). O festival de terror contará com mais de sessenta sessões para aterrorizar todos os fãs do género. Workshops, apresentações e masterclasses compõem o restante programa do festival. A 13.ª edição vai abrir com Ma e concluir com Come to Daddy.

No dia 10 de setembro decorrerá a sessão de abertura com a estreia nacional de Ma, thriller de Tate Taylor (The Help, The Girl on a Train) com a oscarizada Octavia Spencer no papel da protagonista, uma mulher solitária que decide acolher as festas de um grupo de adolescentes na sua cave – com regras muito particulares.

Ari Aster (Hereditário) é convidado de honra desta 13.ª edição e vem apresentar no dia 13, às 21h, a estreia portuguesa de Midsommar, um dos filmes de terror mais aguardados de 2019. Já o seu filme anterior, Hereditário, será exibido no dia 14 às 15h30. As sessões incluirão um Q&A com o realizador.

Além das já anunciadas celebrações dos 40 anos de Alien, assinalam-se também os 60 anos do terror sci-fi “tão-mau-que-é-bom” de Plan 9 from Outer Space (1959, Ed Wood), no dia 14, às 21h, com projeção comentada ao vivo por Susana Romana e Tiago R. Santos.

Aster dará também no dia 15 uma masterclass sobre folk horror com o escritor Howard David Ingham (We Don’t Go Back: A Watcher’s Guide to Folk Horror), seguida de uma sessão de autógrafos (17h30).

Uma homenagem a Jack Taylor

Motelx 2019

Sessão de apresentação à imprensa/ ©brunosimao

Ainda na sexta-feira 13, será prestada uma homenagem a uma figura veterana do cinema de género, contando com a presença do próprio Jack Taylor. A sessão especial contará com a exibição do documentário Jack Taylor, Testigo del Fantástico (Diego López, 2018) e Necronomicon (Jesús Franco, 1968). Este último filme de culto foi rodado em Lisboa e ficou marcado por duas estreias: a de Taylor como protagonista e a de Karl Lagerfeld como figurinista.

Neste dia decorrerá uma outra sessão especial dedicada à primeira vez que, em 13 anos de festival, o evento calha na própria sexta-feira 13, com a exibição do clássico de terror do mesmo nome.

Há 26 filmes internacionais a concurso

A secção Serviço de Quarto mostra 26 longas internacionais. Entre as novidades está o brasileiro Bacurau, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, filme que em Maio venceu o Prémio do Júri em Cannes. Este ano, o cinema asiático volta a destacar-se com filmes como The Gangster, the Cop, the Devil (Lee Won-Tae, Coreia do Sul), o japonês It Comes (Tetsuya Nakashima) ou o indiano Tumbbad (Rahi Anil Barve).

A secção Doc Terror regressa com documentários sobre dois lendários realizadores de filmes de terror série B, Jairo Pinilla (Jairo’s Revenge, Simon Hernandez) e Al Adamson (Blood & Flesh, David Gregory). Exibir-se-á também Horror Noire: A History of Black Horror (Xavier Burgin), análise profunda do papel dos afro-americanos no cinema de terror norte-americano.

O MOTELX promove ainda o Prémio MOTELX – Melhor Longa de Terror Europeia/Méliès d’Argent em conjunto com a Federação Europeia de Festivais de Cinema Fantástico. São oito os filmes em competição: Faz-me Companhia (Gonçalo, Almeida, Portugal, estreia mundial); All the Gods in the Sky, de Quarxx (França); Extra Ordinary, de Mike Ahern e Enda Loughman (Irlanda, Bélgica); Finale, de Søren Juul Petersen (Dinamarca); Get In, de Olivier Abbou (França); A Good Woman is Hard to Find, de Abner Pastoll (Reino Unido, Bélgica, Irlanda, estreia internacional); The Hole in the Ground, de Lee Cronin (Reino Unido); e Why Don’t You Just Die!, de Kirill Sokolov (Rússia).

Lê Mais: NETFLIX LANÇA PRIMEIRO TRAILER DE ‘THE KING’ COM TIMOTHÉE CHALAMET

Come to Daddy encerra o Festival a 15 de Setembro e conta com uma interpretação igualmente ousada e inesperada por parte de Elijah Wood. O filme de Ant Timpson mistura gore e humor negro para contar a história de um reencontro entre pai e filho que corre absurdamente mal.

Para saberes mais detalhes sobre o programa e respetivos horários, clica aqui.

O MOTELX decorre entre o dia 10 e 15 de setembro, no Cinema São Jorge.