Numa publicação na rede social Twitter, o ex-presidente norte-americano Barack Obama reuniu um conjunto de 44 canções que, em conjunto com Michele Obama, têm marcado o seu verão de 2019. “Algumas novas, algumas antigas, algumas rápidas, algumas lentas”.

A “Summer Playlist 2019” conta com uma variedade de artistas e géneros musicais. Desde o  clássico ‘I’ve Got You Under My Skin’ de Frank Sinatra até ao mais recente hit de verão ‘Señorita’ de Camila Cabello e Shawn Mendes. Do indie rock dos The Black Keys aos ritmos latinos de Rosalía e J Balvin, Barack Obama apresenta um conjunto de temas capaz de agradar a vários públicos.

A iniciativa de Obama em partilhar os seus gostos com os seus seguidores não é nova. Em dezembro passado, revelou as músicas, filmes e livros que mais gostou durante o ano de 2018. O maior destaque foi para a literatura com o livro Becoming, da mulher Michele Obama, sendo por si descrito como “Obviamente o meu [livro] preferido!”.

No universo musical salientou temas como: ‘Apes**t ‘(The Carters), ‘I Like It’ (Cardi B), ‘Make Me Feel’ (Janelle Monáe) ou ‘Nina Cried Power’ (Hozier). No que à sétima arte diz respeito, Obama escolheu 15 filmes, entre os quais BlacKkKlansman, Roma e A Morte de Estaline.

Os Obama também apostam no audiovisual

O documentário American Factory representa a primeira produção da Higher Ground Productions, empresa que apoia produções culturais e audiovisuais. Criada no ano passado por Barack e Michele Obama, a Higher Ground serve, segundo a antiga Primeira Dama, para “ajudar mais pessoas a encontrar a sua história nos outros”.

O filme, “Uma Fábrica Americana” em português, já se encontra disponível na plataforma de streaming Netflix e venceu o prémio de melhor documentário no RiverRun Internacional Film Festival. A película retrata uma antiga fábrica que, depois de fechar portas em 2008, volta a reabrir pelas mãos de uma empresa chinesa. Com cerca de duas horas, a produção foca-se nos trabalhadores norte-americanos que, após a reabertura da fábrica, se vêem num choque cultural que “parece ameaçar o sonho americano”, explica a Netflix.

A agência Reuters avança que uma das próximas apostas dos Obama passará pela adaptação do livro Frederick Douglass: Prophet of Freedom. Escrito por David W. Blight, este livro aborda o papel que Frederick Douglass teve como abolicionista da escravidão. A obra venceu este ano um prémio Pulitzer na categoria de História.

Lê Mais ‘ONE DAY AT DISNEY’: PROJETO SECRETO MOSTRA BASTIDORES DA EMPRESA