Variações teve antestreia esta segunda-feira (19) em Amares, no distrito de Braga, com cerca de mil pessoas a assistir e a aclamar o filme de João Maia. Carolino Ribeiro, um dos irmãos do cantor biografado, não ficou agradado com a obra.

O mais novo dos irmãos de António Variações, com 60 anos, afirmou ter ficado “desiludido” com o que viu. “Preocuparam-se demasiado com a intimidade dele e não com a sua obra“, afirmou ao jornal Sol.

À margem da exibição, que aconteceu no Parque Termal de Caldelas, Carolino Ribeiro mostrou preocupação que o filme alimente “ainda mais o preconceito” em relação ao irmão, numa referência à questão da homossexualidade, sobre a qual nunca quis falar diretamente por considerar ser uma questão íntima.

Nas mesmas declarações ao Sol, o residente na freguesia de Fiscal em Amares refere que podiam ter sido referidos outros factos, como que António Variações “esteve dois anos no Exército Português em Angola, bem como outras coisas mais interessantes, como quanto gostava da terra“.

Carolino Ribeiro, que só viu o filme esta segunda-feira, teve um papel na película enquanto figurante nas filmagens que decorreram na freguesia. As declarações que dá contradizem uma entrevista que outro irmão, Luiz Ribeiro, deu ao jornal i, em que este sublinhou “que o filme retrata de uma forma honesta e sincera a história do António“.

Sérgio Praia, que interpreta António Variações no biopic que chega a mais de 60 salas em todo o país esta quinta-feira (22), disse ao Observador que “o que se tem dito sobre o António não é a história verdadeira” e que o filme vai permitir falar do cantor de outra maneira.