Em dia feriado, a TVI apostou no Somos Portugal para ocupar todo o horário da tarde. Esta quinta-feira (15), as Festas de Nossa Senhora da Agonia, em Viana do Castelo, deram mais alegrias ao canal de Queluz que as habituais escolhas da estação.

O programa itinerante registou 4% de audiência média e 13,6% de share, sendo líder durante mais de duas horas e fazendo várias vítimas pelo caminho. O Preço Certo, às 19h10, marcou a pior audiência e share de 2019: 4,2% / 12,3%, perdendo fôlego numa semana que até estava a correr bem. Prémio de Sonho, de Cristina Ferreira, marcou 5,3% de audiência média e 15,3% de share.

A emissão do Somos Portugal durou seis horas, mas a liderança consecutiva surgiu apenas entre as 15h20 e as 17h40, o que provocou também o pior share do ano do programa Júlia (2,8% / 10,3%) e da novela Avenida Brasil (3,9% / 12,8%). A TVI conseguiu ainda liderar durante outros momentos isolados da tarde, com uma performance superior àquela que tem sido a sua média nos dias úteis.

A subida no período da tarde não conseguiu, no entanto, que a TVI impedisse a SIC de voltar a liderar o dia. O canal de Paço de Arcos marcou 16,5% de share, contra 13,2% da congénere de Queluz. A RTP1 tem estado, nos últimos dias, arredada da luta pelo segundo lugar, e ficou-se pelos 10,8% de share.

Outros destaques do dia

  • Amar Depois de Amar registou o pior share do ano e esteve taco-a-taco contra o concurso Joker. Lê toda a informação sobre o confronto direto aqui.
  • Na luta dos informativos, a SIC Notícias continuou a ser líder. Marcou 3,1% de share, mas viu a RTP3 aproximar-se, para os 2,5%. A TVI24 desceu e ficou-se pelos 1,7% de quota de mercado.
  • A transmissão do concerto dos New Order pelo canal de notícias da TVI conquistou uma audiência média de 33,7 mil espectadores (0,4% / 1,1%).
  • O Grande Área (RTP3) registou o melhor resultado do ano numa emissão mais curta: 1,1% de audiência média e 3,1% de share.
  • A CMTV voltou a ser o canal mais visto do Cabo com 4,7% de share. A Investigação CM: Burlas na Agricultura registou 2,9% de audiência média e 6,7% de share, sendo esta a melhor quota de mercado do ano para o programa.