A tarde correu de feição à TVI esta quinta-feira (15), mas à noite a série Amar Depois de Amar bateu um novo mínimo e esteve em combate renhido com Joker, o concurso da RTP1.

A ficção nacional do canal de Queluz marcou apenas 7% de audiência média e 15,5% de share, este último um mínimo da temporada. Afastou-se assim da líder Golpe de Sorte (10,4% / 23%) e só conseguiu ter um resultado melhor que o de Joker (6,8% / 15%) porque não competiu com o concurso durante toda a sua duração.

No confronto direto, das 21h45 às 22h22, o programa apresentado por Vasco Palmeirim conseguiu superiorizar-se face à série da TVI, ainda que por margem muito estreita: 15,2 contra 14,9% de share. À mesma hora, a SIC marcava 21,4% de quota de mercado.

Quem prefere o quê?

Analisadas as audiências da emissão de Joker e do episódio de Amar Depois de Amar (ADDA) são fáceis de notar algumas diferenças nos perfis do público de cada um deles. Ao nível das regiões, é no Centro que a diferença é maior, com Joker a conquistar 25,7% de share onde a série da TVI se fica pelos 16,4%.

Por outro lado, Amar Depois de A mar superioriza-se com 18,2% no Algarve, contra apenas 13,9% do concurso da RTP1.

Diferenças maiores notam-se quando analisadas as faixas etárias. Joker não consegue ter mais de 10% de share em nenhuma das faixas etárias abaixo dos 45 anos e só tem share mais elevado que ADDA na audiência com mais de 65 anos.

Nas classes sociais, o Joker tem melhores resultados entre os cidadãos com maiores rendimentos, registando 18,4% de share nas classes AB, contra apenas 3,1% da série portuguesa. No entanto perde nas mais numerosas Classes D e E.

Vê todos os outros resultados das audiências de quinta-feira (15) aqui.