La Casa de Papel
Netflix

‘La Casa de Papel 3’ bate recordes de audiência na Netflix e em Portugal

Duas semanas depois da estreia da terceira parte, La Casa de Papel continua a provar que é uma aposta certeira entre as produções internacionais da Netflix. A nova temporada do drama espanhol foi vista por mais de 34 milhões de contas do serviço nos primeiros sete dias em exibição.

Segundo a Variety, este resultado corresponde à melhor primeira semana para uma série da Netflix em língua não-inglesa. Além deste feito, esta nova temporada quebrou o recorde da série original da plataforma de streaming mais vista de sempre em qualquer idioma (incluindo inglês) em vários territórios ao redor do mundo.

Nos primeiros dias depois do lançamento, a 19 de julho, a terceira parte de La Casa de Papel foi vista por 34.355.956 contas Netflix em todo o mundo, confirmou a plataforma à referida publicação – o que sugere que o número de espectadores individuais será ainda mais elevado.

la casa de papel
A terceira parte de ‘La Casa de Papel’ bateu o recorde de série mais vista na Netflix. (Fotografia: Netflix)

Entre as localidades em que a série chegou a mais pessoas encontram-se diversos países europeus e da América Latina. Além de Espanha, países como França, Itália, Argentina, Brasil, Chile e Portugal estão nos lugares cimeiros da lista em que o recorde foi quebrado. A série também foi alvo de elevada atenção em territórios como a Índia.

A divulgação destes dados contraria a política habitual da Netflix de não revelar o número de espectadores das suas produções, mas o serviço confirmou que o mês de julho trouxe dois recordes de audiência.

Mais de 70% das contas do serviço (acima de 24 milhões) terminaram a série na sua primeira semana de exibição, ultrapassando o recorde até aí detido pela estreia da terceira temporada de Stranger Things, que foi vista na totalidade por cerca de 18 milhões de utilizadores (que, no entanto, mantém o recorde total, tendo sido iniciada a visualização por mais de 40 milhões de contas em quatro dias).

O sucesso em Portugal

Estando Portugal na lista de países em que a série bateu o recorde de audiência de produção Netflix mais vista de sempre em qualquer idioma, existem vários fatores que contribuíram para o sucesso em território nacional.

A série de Álex Pina, produzida no país vizinho, introduziu na terceira parte a assaltante Lisboa, o nome adotado pela antiga agente da autoridade Raquel Murillo (Itziar Ituño) na sua nova faceta criminosa – além de algumas referências ao nosso país, como a bandeira portuguesa no barco que usam para escapar depois da primeira aventura na Casa da Moeda espanhola.

A atriz que dá vida à personagem foi a cara da promoção a La Casa de Papel em Portugal e esteve na capital para divulgar a série, com entrevistas em formatos como O Programa da Cristina, líder de audiências. Com a plataforma a investir na divulgação em território nacional, Itziar Ituño deu ainda vida a uma professora improvisada num assalto para roubar o ouro português” – a receita original dos Pastéis de Belém.

Mas o maior alvo de entusiasmo dos fãs da série surgiu com o vídeo que apresenta a personagem pela primeira vez. O anúncio, que recebeu perto de um milhão de visualizações no Facebook e mais de 800 mil no YouTube, mostra Raquel a receber um telefonema do Professor de Portugal (em alusão ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa), que dá as boas vindas a Lisboa.

A terceira parte de La Casa de Papel está atualmente em exibição no catálogo português da Netflix. Está confirmado o regresso da produção para uma quarta temporada, ainda sem data de estreia definida, que promete atar as pontas soltas deixadas no final da Parte 3.

Lê também: Crítica. ‘La Casa de Papel 3’: o perfeito binge-watch cheio de reviravoltas

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Marilyn Manson excluído do elenco de ‘The Stand’