O Canal 11 estreou esta quinta-feira (1), com uma programação que incluiu apenas os programas Cristiano Ronaldo – Acreditar no Impossível, o Especial Dia 11, Dia 11 – O Meu Clube e um direto do Palácio de Belém. De acordo com os dados da GfK/CAEM, obtidos em exclusivo pelo Espalha-Factos, foram 586.954 espectadores a contactar com o canal neste dia de arranque.

No período em que emitiu – das 11h11 às 02h30 da manhã – conquistou uma audiência média de 0,1% e share de 0,4%. O melhor minuto do dia foi às 22h44, com 0,5% de audiência média e 2% de share. Não foram disponibilizados, até agora, os dados específicos para os vários programas transmitidos pela estação.

O Canal 11 pode ser visto na 11.ª posição da grelha da MEO, NOS e Vodafone e tem como objetivo chegar a um público de quatro milhões de pessoas em Portugal. Além de um canal de televisão, a Federação Portuguesa de Futebol vê-o como uma aposta multiplataforma. De acordo com declarações à Lusa do diretor Nuno Santos, “O 11 nunca vai ser feito só para os ecrãs de televisão. Os nossos conteúdos vão nascer para o Facebook, Instagram, YouTube, Whatsapp, mail e televisão”.

Além da difusão de conteúdos, este responsável admite que este veículo tem como principal objetivo “trazer mais gente para o futebol, sobretudo fazer com que mais rapazes e raparigas pratiquem futebol“. O Dinheiro Vivo diz que o orçamento do projeto é de 1,5 milhões de euros, que conta com financiamento da UEFA, através do programa Hat Trick, que apoia projetos das várias federações nacionais.