O Irlandês é a nova aposta cinematográfica da Netflix para o outono. Realizado por Martin Scorsese, conta com Robert De Niro, Al Pacino e Joe Pesci no elenco e passa-se após a 2.ª Guerra Mundial.

A história foca-se no crime organizado na América do pós-guerra e é contada por Frank Sheeran, um assassino da máfia. Na Nova Iorque dos anos 50 e 60, Sheeran (Robert De Niro) conta na primeira pessoa como desapareceu Jimmy Hoffa, um líder sindical, e o papel que teve no seu desaparecimento.

O Irlandês é baseado no livro de 2004 de Charles Brandt intitulado I Heard You Paint Houses. A obra é por sua vez baseada numa história real e não foi traduzida, nem publicada em Portugal.

Frank Sheeran foi um assassino a contrato e terá mesmo confessado ao autor tudo o que fez. Brandt escreveu sobre um dos maiores mistérios dos EUA – o desaparecimento de Jimmy Hoffa – com base nessa confissão.

Jimmy Hoffa foi um importante líder sindical que se envolveu no mundo do crime organizado, desaparecendo aos 62 anos. Quem o interpreta em O Irlandês  é o ator premiado Al Pacino. Joe Pesci é Russel Bufalino, o mafioso mais poderoso da Pensilvânia desde 1959 a 1989.

O Irlandês com Al Pacino e Robert DeNiro

Al Pacino e Robert De Niro aparecem rejuvenescidos em ‘O Irlandês’ (Fotografia: Netflix)

Como o filme tem muitos flashbacks, foram usados efeitos especiais que rejuvenescem os atores digitalmente semelhantes aos de O Estranho Caso de Benjamin Button.

Netflix na corrida aos festivais de cinema e aos Óscares?

Além dos efeitos especiais, também o elenco e o argumento podem contribuir para uma nomeação para os Óscares de 2020. No ano passado o filme Roma, da Netflix, realizado por Alfonso Cuarón venceu os Óscares de Melhor Fotografia, Melhor Realizador e Melhor Filme Estrangeiro.

O primeiro teaser de O Irlandês promete mistério, ação e uma cinematografia digna do grande ecrã. O Irlandês irá abrir a 57.ª edição do Festival de Cinema de Nova Iorque, que decorre entre 27 de setembro e 13 de outubro.

A produção da Netflix só não estreou no Festival de Cannes devido a restrições relacionadas com o streaming em França. A lei francesa diz que um filme tem de esperar três anos após ser exibido nas salas de cinema locais para ser lançado em streaming. Assim, o Festival decidiu alterar o seu regulamento em 2018 conforme esta lei, impedindo a Netflix de participar.

O Irlandês tem argumento de Steven Zaillan e realização de Martin Scorsese. O elenco conta ainda com Anna Paquin (Sangue Fresco), Aleksa Palladino (Boardwalk Empire) e Stephen Graham (Piratas das Caraíbas). Ainda não há data de estreia para o filme, mas sabe-se  que estará disponível este outono na Netflix.

Lê Também Festival de Cinema de Veneza: Portugal regressa à competição 14 anos depois