Beyoncé lançou, esta sexta-feira (19), um álbum inspirado no seu mais recente projeto, O Rei Leão, influenciado pelo continente onde a história decorre: África.

Os fãs, de Rei Leão e de Beyoncé, esperaram ansiosamente pelo lançamento de The Lion King: The Gift, já disponível nas plataformas musicais. O álbum inclui o já conhecido single ‘Spirit‘, que integra a banda sonora do live action.

Recordamos que Beyoncé está no elenco emblemático do remake de Jon Favreau, 25 anos após o lançamento do original. Aliás, o filme faz parte de um projeto ambicioso por parte da Disney, que consiste na produção de clássicos animados em formato live action. Beyoncé é ouvida não apenas na soundtrack: é a voz de Nala, a leoa determinada e paixão de Simba.

A cantora disse que o álbum é um retrato da história do filme, tendo uma forte influência africana. Conta com a participação de vários artistas com descendência no mesmo continente, tais como Jay-Z, Childish Gambino/Donald Glover (que faz também parte do elenco, dando voz a Simba), Kendrick Lamar e até mesmo a filha, Blue Ivy Carter.

Ouve aqui:

Segundo a artista, produzir este álbum foi uma nova experiência para si, não se tratando apenas de uma coleção de músicas inspiradas no clássico da Disney de 1994. Combina géneros musicais, desde o r&b ao afro beat. Procurou juntar o melhor talento de África, com diversas colaborações que incluem artistas cujos nomes desconhecemos. Vale a pena espreitar!

Queríamos ser autênticos em relação à beleza da música africana“, disse ainda. “A soundtrack torna-se visual nas nossas mentes. Cada música conta a história do filme.

Lê também:

Crítica: ‘O Rei Leão’ é (quase) tudo o que queríamos

O Rei Leão (2019) estreou, também, esta semana. Já podes ver o remake nos cinemas portugueses.