Felipa Garnel substitui Bruno Santos na direção de programas da TVI, indica uma nota enviada pela Media Capital às redações esta quinta-feira (18). O diretor do canal agora de saída não conseguiu estancar a perda de audiências que se iniciou em janeiro, depois de durante sete anos ter ocupado a gestão da estação na liderança do mercado português.

De acordo com a mesma nota, a saída de Santos da TVI, representa também “o fim da sua relação com o Grupo Media Capital“. Felipa Garnel, que já foi “diretora das revistas Caras e Lux“, foi apresentadora da SIC, onde foi a cara do Mundo Vip, da RTP e também da TVI.

Felipa Garnel, que recentemente esteve um ano a fazer a experiência de ser condutora da Uber, afirmou gostar de desafios e ter aceite “desde a primeira hora fazer parte de uma equipa coesa, empenhada em reconquistar a preferência dos portugueses“. A nova diretora sublinhou ainda acreditar “no valor de cada pessoa que trabalha na TVI” e estar certa de que conseguirá “inovar e surpreender“.

Bruno Santos assumia também a função de Gestão da Antena, que agora passa a ser ocupada por Luís Cunha Velho, administrador da TVI e antigo diretor da estação. Esta é a primeira grande mexida da nova administração do grupo de media, que passou a ser liderado por Luís Cabral em julho, depois de oito anos sob a gestão da espanhola Rosa Cullell.

Cabral diz ter acompanhado de perto o trabalho que fez enquanto “esteve na Media Capital” e, por isso mesmo, acreditar “na sua combatividade, modernidade e capacidade de liderança, necessários num ciclo que agora se inicia“.

A Quatro, líder de audiências por treze anos consecutivos, abandonou a liderança mensal em fevereiro e é neste momento a segunda estação mais vista em Portugal no ano de 2019, tendo também perdido o primeiro lugar no principal horário da televisão: o prime-time.