O gnration foi ocupado por Mário Costa na última quinta-feira (11) no âmbito do Ciclo de Julho é Jazz — uma iniciativa que procura trazer a Braga o melhor do jazz contemporâneo.

O baterista estreou-se a solo e enquanto compositor com o lançamento do álbum Oxy Patina em 2018, que foi bem recebido pela crítica musical internacional. Fez-se acompanhar por Benoît Delbecq no piano e Bruno Chevillon no contrabaixo.

O Espalha-Factos esteve no concerto e captou os melhores momentos.