O 25.º filme de James Bond, até agora apenas “Bond 25“, promete ser um ponto de viragem para a saga. Segundo novos detalhes, o título de 007 será passado para Lashana Lynch (Captain Marvel).

Isto não significa que Lynch vai tomar o papel da personagem principal. A atriz vai ser Nomi, uma nova agente do MI6.

Bond 25 é uma sequela de Spectre (2015), que termina com Bond a abandonar o MI6 para ficar com Madeline (Léa Seydoux). Tendo isto em conta, faria sentido que um novo agente fosse selecionado para tomar o cargo.

James Bond e Madeline em Spectre

Bond (Daniel Craig) e Madeline (Léa Seydoux) em Spectre (2015) Imagem: Columbia Pictures

Tudo indica que o filme, realizado por Cary Fukunaga (Maniac, Beasts of No Nation), será o último com Daniel Craig no papel de James Bond. É possivelmente também vir a ser o último capítulo da atual continuidade do universo 007 iniciada em 2006 com Casino Royale.

Nesta nova aventura, James Bond (Daniel Craig) vê-se forçado a sair da reforma para travar a ameaça de um novo vilão (Rami Malek).

O filme está atualmente em produção, já tendo filmado em Londres e na Jamaica, e tem estreia marcada para abril de 2020.

Para além de Madeline, o filme vai contar com o regresso de Blofeld (Cristoph Waltz), o agente da CIA Felix Leiter (Jeffrey Wright) e os restantes membros do MI6: M (Ralph Fiennes), Moneypenny (Naomie Harris), Q (Ben Whishah) e Tanner (Rory Kinnear).

Passar do testemunho

Até agora, sempre se assumiu que o filme depois da saída de Craig seria um reboot, mas esta nova informação tornaria possível algo mais interessante: e se 007 não for apenas James Bond?

Esta mudança certamente iria de encontro ao que tem circulado sobre a nova direção mais moderna e inclusiva a ser tomada pelo novo filme e a série daqui para a frente.

Os produtores pretendem desviar-se das ideias sexistas muitas vezes associadas a 007: tanto na forma misógina como as personagens femininas são tratadas por Bond, como no papel superficial que tomam na história.

Lê também:Já vimos ‘O Rei Leão’ e é (quase) tudo o que queríamos