Depois do lançamento, a 17 de maio, do seu sétimo álbum de originais, Rammstein, bem como três videoclips, das músicas “Deutschland”, “Radio” e “Ausländer”, a banda Rammstein lançou-se em digressão pela Europa para promover o seu trabalho mais recente. Portugal não fará parte da tournée.

A digressão de 2019 tem decorrido com grande sucesso, com estádios esgotados para próximas atuações como as de Paris (duplo espetáculo), Hannover, Bruxelas ou Praga (também com espetáculo duplo). O tradicional mix de pirotecnia, luz, som, e atuação por parte dos membros da banda, tem sido recebido com enorme satisfação pelos espectadores. No calendário para 2019, contudo, não se prevê nenhuma data para o território nacional.

A 24 de junho foi anunciada a segunda parte da digressão pelos estádios europeus, a decorrer no verão de 2020. Foram anunciadas 17 cidades europeias onde a banda irá atuar, e, para desânimo dos fãs portugueses, nenhuma cidade portuguesa está contemplada na lista.

Isto põe fim a grande expectativas dos admiradores lusos, depois de um hiato de 10 anos sem lançarem um álbum de originais e em que foi acalentado um regresso a Portugal, lugar onde já antes vieram e com sucesso.

Nas redes sociais o desânimo dos fãs é evidente, havendo quem responsabilize as promotoras musicais pela ausência da banda dos palcos nacionais. Acusam as promotoras de falta de interesse e de apenas promoverem espetáculos de cariz “comercial”. Não compreendem a falta de interesse, contudo, uma vez que a banda costuma encher os recintos onde atua (como já o fez no passado no nosso país), não podendo ser considerada uma banda de “risco” do ponto de visto de promoção de espetáculo.

E a confirmar-se a ausência, Portugal seria um dos poucos países da Europa onde Rammstein não passaria a dar um concerto desde a digressão realizada em 2013. Na altura, o então chamado de Pavilhão Atlântico, encheu para ver a digressão baseada no álbum Liebe is fur alles da. Posteriormente, Portugal ficou fora das digressões de 2016 e 2017.

Contudo, rumores existem que novas datas poderão estar a ser negociadas, por exemplo no caso do Reino Unido. Por isso pode haver ainda a possibilidade que as promotoras nacionais tenham agradável surpresa para os fãs, com o anunciar de uma data para Lisboa, lugar mais provável para uma vinda da banda alemã a Portugal.

Se tal não acontecer, restam duas alternativas. Esperar que a banda realize uma terceira parte da digressão em 2021, e esperar que dessa vez Portugal seja contemplado na lista de cidades visitadas. A segunda alternativa é apanhar um voo até a um país vizinho, uma vez que em Espanha já não estão previstos mais espetáculos. Neste momento as melhores opções seriam entre Turim, na Itália, onde a banda atua no Stadio Olimpico Grand Turino, a 13 de julho de 2020, ou então Lyon, onde a banda realizará um espetáculo a 9 de julho de 2020, no Groupama Stadium. Para 2019, apenas restam bilhetes para os espetáculos de São Petersburgo e de Tampere, na Finlândia.