Tem sido cada vez mais notório o crescimento de marcas  eco-friendly, assim como uma adoção de ações mais sustentáveis por parte de grupos já presentes no mercado. Muitas destas práticas estão relacionadas com a utilização de materiais reciclados.

“Desperdício” é uma palavra que deixou de fazer parte do dicionário de diversas marcas, passando esta a ser substituída pelo vocábulo “reutilizar”, que se tornou também uma forma de fazer negócio.

O Espalha-Factos deixa-te aqui uma lista de 6 marcas nacionais e internacionais que criam produtos através de materiais 100% reciclados, dando-lhes uma nova vida:

ZARA HOME

Uma das maiores marcas do grupo Inditex,  a Zara Home lançou recentemente uma coleção de produtos de casa e decoração feitas a partir de vidro reciclado. Para este processo, o vidro funde-se a uma baixa temperatura, o que requer menos energia e reduz também a produção de CO2, um dos gases mais poluentes, para a atmosfera.

A coleção conta com garrafas decorativas, pratos copos e sets de casa-de-banho, todos eles com um design orgânico bastante característico, uma vez que o vidro reciclado não é tão puro como na sua primeira fundição.

Contudo, também no universo da moda a marca Zara mostrou a sua faceta mais sustentável com a coleção intitulada “Join Life”, identificada nas etiquetas das peças.

CUSCUZ

“Design por um melhor amanhã” é o lema da marca portuguesa Cuscuz, criada por Ana Mendes. A Cuscuz dedica-se à criação de acessórios de moda totalmente sustentáveis, sendo os óculos de sol, feitos a partir de restos de móveis e totalmente personalizáveis, o que destaca a marca. O cliente pode escolher entre 14 modelos, padrão e textura.

Até ao momento, a Cuscuz já desfilou nas passerelles do ModaLisboa e do PortugalFashion em parceria com alguns nomes da moda portuguesa bastante conhecidos, tais como Carla Pontes e Hugo Costa.

O preço de cada par de óculos pode variar entre os 68 euros e os 130 euros, e os portes são gratuitos a nível nacional.

Em entrevista ao Observador, a criadora afirma que o que a marca faz é um “upcycling” o que, por outras palavras significa “moda misturada com design social.”

INSECTA SHOES

Proveniente de Rio Grande do Sul, no Brasil, a Insecta Shoes é uma marca que se dedica à produção de sapatos sustentáveis e vegans. Cada par é confecionado a partir de roupas usadas, algodão reciclado e de garrafas de plástico também estas recicladas.

Os sapatos podem apresentar padrões mais simples, ou então florais, e são desenhados em diferentes modelos. A missão da Insecta Shoes é criar “sapatos e acessórios com impacto visual, social e ambiental” sem comprometer a estética dos mesmos.

View this post on Instagram

Hoje acontece a 23ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo: O tema é “50 anos de Stonewall: nossas conquistas, nosso orgulho de ser LGBT+” Para celebrar esses 40 anos de luta no Brasil e apoiar a causa LGBT+, desenvolvemos uma collab com a @casa1 para o #estampeumacausa 🌈 A @casa1 é uma organização localizada na cidade de São Paulo e financiada coletivamente pela sociedade civíl. Sua estrutura é orgânica e está em constante ampliação, sempre explorando as interseccionalidade do universo plural da diversidade. O Scarabeus Iridescente foi desenvolvido com diversas flores reais/naturais retiradas do chão (já caídas) e suas cores representam a diversidade e o arcoíris. 💐🌷🌹🌻🌺 A linha "Estampe Uma Causa" discute questões socioambientais e trabalha com conscientização sobre assuntos em que acreditamos. Fechamos parcerias com instituições que trabalham com esses assuntos e através dos nossos produtos fazemos a nossa parte. Por isso, 20% do valor da compra do Scarabeus Iridescente será revertido para a causa LGBT+.

A post shared by Insecta Shoes – Brasil (@insectashoes) on

Em 2015, a marca foi distinguida com o prémio Ecoera, uma ferramenta de análise e um propulsor na criação de metas para a diminuição do impacto da indústria da moda, design e beleza no meio ambiente e na sociedade, criado pela especialista de sustentabilidade Chiara Gadaleta.

LÊ TAMBÉM: YOU SAINT TROPEZ: HAVAIANAS COM TIRA DE TECIDO E NOVOS PADRÕES COLORIDOS

BENEFÍCIO

Tal como a Cuscuz, também a Benefício é uma start-up nacional e focada em produtos sustentáveis e conhecida pela sua mochila feita a partir de cintos de segurança.

A mochila é produzida manualmente com cintos de segurança reciclados e ferragens em latão oxidado provenientes da Batistas S.A., uma empresa de abate de carros no Carregado, depois tratadas por um alfaiate em Lisboa.

Enquanto os exterior é totalmente composto por cintos de segurança, o interior tem bastante espaço de arrumação, permitindo até o transporte de um computador. Cada exemplar custa 195 euros.

View this post on Instagram

Esta é a nossa mochila 😎🙏

A post shared by O Beneficio (@obeneficio) on

Rita Guerreiro e Rui Café são as mentes por detrás da Benefício, cujo a ideia surgiu pela constatação de que os cintos de segurança, e outras peças, não serem reaproveitados quando se desmantela um automóvel, apesar de, em muitos casos estes estarem em boas condições.

A mochila é o segundo produto lançado pela marca, que já colocou no mercado azeite e ginja biológica.

38 GRAUS

Lançada em 2017 por Marta Oliveira, a 38 graus é uma marca portuguesa que se dedica à criação de fatos de banho a partir de Econyl,  um tecido reciclado criado em 2010 pela empresa italiana Aquafil, criado a partir fibra nylon confecionada com resíduos de plástico encontrados nos oceanos e aterros.

De acordo com o Observador, “Oitenta por cento da última coleção, da qual fazem parte 16 modelos em 10 padrões, já é feita nessa licra”

View this post on Instagram

SHELTER // Coming Soon 💥

A post shared by 38 GRAUS – Swimwear Brand (@38_graus) on

A preocupação ambiental da marca vai até ao próprio embalamento dos fatos de banho, feito em sacos de pano e com etiquetas feitas a partir de fécula de batata. Os preços da coleção de 2019 rondam entre os 82 euros e os 98 euros.