Morreu este sábado (6), o cantor e compositor brasileiro João Gilberto, considerado o pai da bossa nova. Tinha 88 anos.

João Gilberto é unanimemente considerado um dos maiores nomes de sempre da música brasileiro. Morreu na sua casa, no Rio de Janeiro, de acordo com confirmação da própria família à Globo.

É considerado um dos principais mentores da bossa nova, a par de Tom Jobim e Vinicius de Moraes, com quem trabalhou estreitamente.

Em 1959 lançou o disco Chega de Saudade e destacou-se desde logo pela forma como usava a voz e o violão. Dava assim início de uma trilogia a que se seguiu O Amor, o Sorriso e a Flor e que viria a ser concluída em 1961 com o homónimo João Gilberto. Em 1964 o músico ganhou um Grammy com o disco Getz/Gilberto. O último disco de estúdio foi João Voz e Violão(2000).

João Gilberto notabilizou-se pela forma como rompeu com os cânones da música popular brasileira e levou o português além fronteiras. Caetano Veloso, sobre ele, disse «Acho que nunca vi coisa tão certa… e tão estranha».