A programação da Netflix para junho está mais forte do que nunca, com novas temporadas, filmes e novas séries. Os Últimos Czares é uma das séries lançadas pela plataforma de streaming, que estreia no dia 3 de julho.

Os Últimos Czares retrata a história verídica da família Romanov, que governou a Rússia durante 300 anos, até à revolução Bolchevique que destronou os czares, permitindo a construção da Rússia comunista. Os Últimos Czares combina cenas dramatizadas de eventos históricos com comentário de especialistas que fornecem um olhar aprofundado sobre a vida de Nicholas II e a sua família, como se verifica na sinopse da série:

Uma mistura de documentário e reconstrução, Os Últimos Czares narra a agitação social que varre a Rússia no início do século 20 e segue o czar Nicolau II, que resiste à mudança, provocando uma revolução e terminando uma dinastia. Os Últimos Czares analisa em profundidade o que levou à queda da dinastia Romanov através da lente “mega-doc” da empresa de produção Nutopia, usando cenas dramatizadas de eventos históricos e um olhar profundo na história para criar uma série épica.

Protagonizada por Ben Cartwright (Rasputin), Oliver Dimsdale (Pierre) e Elsie Bennett (Ella), a série é realizada por Adrian McDowall (Jesus: His Life)  e Gareth Tunley (The Ghoul). A primeira temporada de Os Últimos Czares terá seis episódios.

Docu-series: a moda de 2019

Depois do sucesso da série da concorrente HBO, Chernobyl, que com apenas cinco episódios é a série com melhor cotação no IMdB, é a vez da Netflix voltar a apostar na nova moda de 2019, as séries documentais. Depois de The Crown, a série sobre a vida da Rainha Isabel II com regresso previsto para outubro, Knock Down the House, o filme sobre a política americana Alexandra Ocasio-Cortez Making a Murderer, a nova série sobre a dinastia Romanov é o próximo trunfo da Netflix neste novo e adorado género.

Lê também: ‘Os Últimos Czares’: Uma produção luxuosa com um fraco olhar para o detalhe