O projeto The Bare Concept nasceu este ano, em março, e já faz sucesso. No dia a dia agitado de cada um de nós, é nas atividades promovidas pela empresa que os participantes colocam o corpo e a mente em equilíbrio.

O conceito nasceu da ideia de dois irmãos – André Salgado, de 35 anos, e de Ricardo Salgado, 37 anos – com o objetivo de promover o bem estar e retornar às raízes do Homem, sem coisas supérfluas.

The Bare Concept

The Bare Concept – Irmãos André Salgado e Ricardo Salgado, fundadores do projeto (Fotografia: divulgação)

É por isso que o The Bare Concept assenta em cinco pilares: o Bare, que se relaciona com algo que valoriza a pureza absoluta; o Mindfullness, a atenção e consciência plena no presente sem interpretação ou julgamento; a Arte, que diz respeito ao processo criativo – pensar e depois criar – transformando as ideias em coisas reais; o Kokoro, que significa a conexão entre a mente, o corpo e o espírito; e a Natureza, que é parte de nós ao cooperar na produção do oxigénio que respiramos, estabelecendo-se uma relação assente em necessidades mutuas.

É com base nestes conceitos que o projeto promove várias atividades, como os retiros de três a sete dias, onde estão presentes práticas de swasthya yoga e meditação com a mestre Anabela Melro, de tai chi e chi kung com o mestre Armando Pata e de reiki, com orientação dos mestres Nélson Lucas e Susana Braz.

O objetivo é que educar os participantes sobre cada uma das práticas, quer estejam num nível inicial ou mais mais avançado:

“A maior parte dos retiros são dirigidos a pessoas que estão neste meio, dentro de comunidades e habituadas a este estilo de vida, e há muito poucas ou quase nenhumas empresas de retiros vocacionadas para um público que não conhece esta filosofia de vida. Queremos que as pessoas se sintam bem, mesmo que nunca tenham experienciado este tipo de atividades.”, refere Ricardo Salgado, um dos irmãos à frente da empresa, em comunicado de imprensa.

Já há vários retiros marcados para este ano. Um deles é o Bare Nature a 23 de agosto, depois segue-se o CreArt dia 18 de outubro e o Awakening marcado para 22 de novembro.

Além das atividades para estar em contacto com a natureza e explorar o interior de cada um, há momentos de partilha e aprendizagem.

É o caso dos workshops, como o do próximo dia 7 de julho – o Good Vibe Yoga. Conta com SwáSthya Yoga, um passeio no parque e um almoço vegetariano. O objetivo, de acordo com André Salgado, é educar os públicos “especialmente aqueles que desconhecem a filosofia de viver em comunhão consigo mesmo e com a mãe-natureza”.

LÊ TAMBÉM: PRADA ANUNCIA SUBSTITUIÇÃO PARA PLÁSTICO RECICLADO ATÉ 2021

O workshop realiza-se em Govinda, Oeiras e até dia 30 de junho tem um custo de 40 euros. Depois dessa data, acrescem dez euros ao preço original.

Aos cinco pilares que sustentam o projeto, estão agregados conceitos de sustentabilidade e bem estar, como o zero waste e o slow living, bem a alimentação saudável e consciente. Quanto à alimentação, esta fica ao encargo da Chef Dafne Esteves Vaz, que prepara refeições veganas orgânicas nas várias sessões do The Bare Concept.

The Bare Concept – refeição vegana (Fotografia: divulgação)

“Não queremos mudar mentalidades, mas gostávamos de contribuir para a educação deste estilo de vida, pois as pessoas chegaram a um extremo de não pensarem nelas próprias, portanto, é o momento certo”, refere Ricardo.

O projeto tenta, por isso, passar a sua mensagem a quem esteja interessando em aprender sobre a filosofia que envolve a comunhão dos indivíduos consigo mesmos e com a mãe-natureza.