Amar Depois de Amar

TVI aproxima-se da SIC na estreia de ‘Amar Depois de Amar’

A TVI subiu quatro pontos percentuais esta segunda (17) face ao horário nobre do mesmo dia da semana passada e ficou mais perto da SIC com o arranque da nova série Amar Depois de Amar.

A estação de Queluz registou 21,9% de share no principal horário do dia, a apenas seis décimas da SIC, que marcou 22,6%. Golpe de Sorte (11,3% de audiência média e 24,1% de share) manteve-se como o programa mais visto do dia, mas a curta distância da nova aposta da estação de Queluz, que arrancou nos 11% de audiência média e 23,3% de share.

O bom resultado de Amar Depois de Amar permitiu a Prisioneira (9,5% / 24,2%), emitida às 22h30, superiorizar-se em relação a Alma e Coração (8% / 21,6%), que ultimamente tinha tido a concorrência de A Teia. Essa mesma produção da TVI despediu-se esta segunda-feira, com o último episódio emitido às 23h55: Liderou com 6,8% de audiência média e 29,8% de share, deixando para trás a novela brasileira Dona do Pedaço, que registou 4,3% de audiência média e 18,3% de share.

Nos totais diários, contudo, a liderança da estação de Paço de Arcos continuou folgada: 21% contra 17,8%. A RTP1 recuou para os 11,2%.

Outros destaques do dia

  • Novo máximo de audiência para o Basquetebol na RTP2. O Benfica x Oliveirense marcou 1,6% de rating e 3,8% de share. Contagiou o Jornal 2 e Hora da Sorte, que foram emitidos em sequência e tiveram também as mais altas audiência do ano: 1,2% com share de 2,5% para o informativo e 0,7% de audiência média e 1,5% de share para o sorteio dos jogos da Santa Casa.
  • Estreou com 1% de audiência média e 2,3% de share a nova temporada de Jogar em Casa, série norueguesa do segundo canal.
  • Avenida Brasil marcou o melhor share do ano esta segunda: 21,7%. A audiência foi de 5,5%.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Ricardo Araújo Pereira participa nas conversas da FFMS
Ricardo Araújo Pereira é a figura pública favorita dos portugueses