Por terras transmontanas, mais concretamente em Vila Real, realizou-se, a 14 e 15 de junho, o festival Rock Nordeste, sob o mote “Há algo invisível que te faz girar, e tu sabes o que é”.

No primeiro dia, nem com S. Pedro a ameaçar estragar a noite, o publico deixou de marcar presença em grande número. Os primeiros a subir a palco, e a abrir o festival, no palco do Teatro, por volta das 22h, foram os Sean Riley & The Slowriders que trouxeram o seu rock e blues que contagiaram o público, que não se acanhou com o frio e se foi aglomerando aos poucos.

Já no palco do parque, pelas 23h15, e já com uma casa mais composta, foi a vez dos Fogo Fogo, uma banda nas suas músicas homenageia os ritmos africanos, incendiar o público presente no festival, levando-os a dar um pé de dança.

Ainda no palco do Parque, pelas 00:45, foi a vez dos Linda Martini subirem a palco e, com a sua energia, contagiar o publico, que vibraram com as suas músicas, levando-os a muitos saltos, moshes e até crowdsurfing.

 

O final do primeiro dia ficou ao cargo da eletrônica de Mirror People DJ.

No segundo dia de festival, o mau tempo acabou por dar tréguas e houve um dia de céu limpo para todos aqueles que decidiram aproveitar o festival. Com o Parque Corgo colado ao recinto, as pessoas puderam desfrutar da paisagem do parque assim como recarregar energias para o segundo dia do festival.

 

 

Coube a Fast Eddie Nelson, já no final da tarde, abrir as hostes do segundo dia com o seu blues. Houve ainda espaço para o convide a Frankie Chavez para subir a palco para uma música em conjunto.

Logo a seguir foi a vez de Frankie Chavez subir a palco e presentear todos os presentes com o seu blues. Ele retribuiu o convite, e fez Fast Eddie Nelson para subir a palco e atuar com ele.

Após uma pausa para jantar, pelas 22H, foi a vez, no palco teatro, foi a vez dos Black Mamba subirem a palco e animar o publico com o seu blues e soul.

Após o concerto dos Black Mamba, e já no palco do parque, foi a vez de Legendary Tigerman contagiar todos os presentes com a sua energia muito característica.

Pelas 01:15 foi a vez dos Sensible Soccers subirem a palco e levaram os resistentes a viajar por outros mundos com a sua música.

O fecho do festival rock nordeste ficou ao encargo de DJ Batida.