O músico americano apresentou informalmente o tema, não lançado com a soundtrack do filme, pouco antes de encerrar o seu concerto em Minneapolis, na passada sexta-feira.

A Star Is Born tem causado impacto desde a sua estreia nos cinemas de todo o mundo. As opiniões dos críticos divergem, já a popularidade prolonga-se.

O filme protagonizado por Lady Gaga e Bradley Cooper continua a receber atenção, seja pelo recentemente anunciado divórcio de Cooper, ou por Shallow bater recordes de premiação (melhor música original nos Oscars, nos Grammys e nos Golden Globes) e nas listas de músicas mais ouvidas (inclusive 1.º lugar em mais de 20 países).

Josh Tillman, mais conhecido por Father John Misty, escolheu, como penúltima música do seu concerto no The Armony, a música excluída da soundtrack do filme realizado por Bradley Cooper. E finalizou-o com ‘I’m Writing a Novel’, do seu primeiro álbum de estúdio.

Iniciou o momento com os seus primeiros versos do tema. Seguiu-se um “estou a tentar lembrar-me da minha música de A Star Is Born“. Da mesma destaca-se o “you tell me what’s a man to do when a man done lost all his pride“.

No final da performance, o músico adereça a situação ao explicar que “não haveria lugar para a música no filme“. Fica por entender a sua reação ao corte da mesma, revelando alguma indiferença.

Assiste ao concerto e/ou ao momento (1:20:00) aqui:

A música para A Star Is Born, dirigida à personagem de Jackson Maine (Bradley Cooper), não reflete a sua primeira colaboração num projeto em que Lady Gaga está incluída. Em 2016, Father John Misty compôs a canção ‘Come To Mama’ do quinto álbum da estrela pop, Joanne.

Vê também:

Father John Misty: depois da tempestade vem a bonança

O músico encontra-se atualmente em tour, durante o mês de junho, com os artistas Jason Isbell & the 400 Unit.

Poderemos vê-lo também em Portugal, em agosto, no festival Vodafone Paredes de Coura.