Entremezes, a 103ª produção do Teatro das Beiras, tem estreia marcada para o dia 14 de junho. Com texto, encenação e cenografia de José Carretas, esta peça aborda, de forma divertida, o tema das fronteiras e da ausência delas.

A inspiração da peça

Entremezes baseia-se na primeira obra da literatura dramática galega, Entremés famoso sobre a pesca do rio Miño, que nos conta, segundo José Carretas, “a história de um português, fidalgo e pretensioso, que acabou derrotado e morto pelo povo raiano, quando disputavam a pesca no rio Minho”.

Produzido trezentos anos depois, este espetáculo surge como uma espécie de resposta à obra que o inspira, com reflexões relativas às fronteiras e às nacionalidades.

Entremezes- Teatro das Beiras

Foto: Divulgação

O que significa “Entremez”?

Segundo a definição que consta no texto da peça, Entremez é “uma qualquer coisa de hiperbólico de farsa e de sainete diabólico, espécie de burlesco desmedido, irregular, grosseiro e malparido que, sem arte, nem engenho, (sem graça!) fustiga a praxis, na visão do povo enquanto, alarvemente, a populaça sorri, ri muito e ri e ri de novo.”

De acordo com o encenador, deste espetáculo “o público esperar humor, leveza e boa disposição”.

Entremezes- Teatro das Beiras

Entremezes- Teatro das Beiras

O que se segue?

A peça vai estar em cena, no Teatro das Beiras, nos dias 14 e 15 de junho. Segue depois em digressão pelas praças e largos do concelho da Covilhã e de todo o país, nos meses de julho e agosto.

Lê Também: Coimbra volta a ser palco da mostra de teatro universitário