Fénix Negra
Fonte: Geek Tyrant

X-Men: Sophie Turner transforma Jean Grey em ‘Fénix Negra’

X-Men: Fénix Negra estreou esta semana nas salas de cinema portuguesas, marcando o lançamento do último filme da saga X-Men sob a alçada da produtora 20th Century Fox. A mais recente criação do X-verse é protagonizada por Sophie Turner, no papel da icónica heroína Jean Grey, e junta, também, vários membros já familiares ao projeto, como James McAvoy (Professor Xavier), Jennifer Lawrence (Raven / Mystique) e Michael Fassbender (Erik Lehnsherr / Magneto).

Fénix Negra fornece um olhar mais profundo sobre a história de Grey, algo muito requisitado pelos fãs da saga ao longo dos anos. O filme retoma, assim, pequenos pormenores de anteriores projetos, como X-Men: O Início, X-Men: Dias de um futuro esquecido e X-Men: Apocalipse, sequela de grande importância para a consolidação da heroína enquanto personagem.

Passada em 1992, a narrativa inicia-se numa aventura espacial, momento em que Jean Grey toma consciência dos seus extraordinários poderes, após uma explosão que a coloca em perigo de vida. À medida que se adapta às suas novas capacidades, uma misteriosa criatura alienígena (Jessica Chastain) tenta manipulá-la contra a equipa de heróis X-Men.

Paralelamente, memórias reprimidas ressurgem e Jean descobre que o responsável por esconder as suas recordações é, na verdade, o Professor Xavier, temendo que a heroína se tornasse demasiado poderosa.

As divergências entre Jean Grey e os heróis X-Men são cada vez mais preponderantes, culminando num estrondoso confronto final, que decidirá, finalmente, o seu destino.

Sophie Turner e Jessica Chastain em ‘X-Men: Fénix Negra’. Fotografia: Divulgação

Em entrevista à Empire, o realizador Simon Kinberg realçou a importância que Fénix Negra tem para a personagem Jean Grey, focando o intenso conflito de valores que esta atravessa.

“Fénix Negra é o filme mais íntimo, emocional e pessoal que já fizemos. É, também, o mais complexo, no que toca a expandir este universo, ainda para lá da nossa galáxia. O que acontece a Jean emocionalmente e o que acontece a nível cósmico no seu interior acabam por transformá-la num ser extremamente instável, perigoso e destrutivo”, referiu.

Resta descobrir se X-Men: Fénix Negra estará à altura dos restantes filmes da saga ao mostrar que os maiores desafios residem em enfrentar, não os inimigos, mas sim, um dos nossos.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Monica Courteney Cox Friends
Courteney Cox não se lembra da participação em ‘Friends’