Dia 10 de junho celebra-se o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas. Neste dia há várias atividades e o Espalha-Factos mostra-te onde podes comemorar.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, já tem a agenda preenchida. Se queres acompanhar as celebrações do dia que é de Portugal, do génio da pátria – Luís Vaz de Camões – e que é também dos cidadãos portugueses e das comunidades que falam língua portuguesa, fica a saber por onde começar.

Portalegre

As comemorações começam logo no dia 9 de junho em Portalegre. Na manhã de domingo, o Presidente vai içar a bandeira nacional junto ao Monumento aos Mortos da Grande Guerra.

O Chefe de Estado segue depois para o Convento de Santa Clara, para apresentação de cumprimentos do corpo diplomático acreditado em Portugal. Já depois de almoço, o Presidente da República e o Comandante Supremo das Forças Armadas visitam o Museu da Tapeçaria de Portalegre.

No dia do feriado nacional, Marcelo continua em Portalegre apenas pela manhã, onde vai discursar numa cerimónia militar. Depois de celebrar Portugal, o Presidente vai para junto das comunidades portuguesas juntamente com o Primeiro-Ministro, António Costa e com o Presidente de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, para a Cidade da Praia em Cabo Verde.

Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa vão permanecer em Cabo Verde um dia e meio com uma agenda preenchida entre as ilhas de Santiago e de São Vicente.

Chaves

É com teatro e Camões que se celebra o 10 de junho em Chaves. A peça “Camões, a Serra e a Fonte!” vai recordar o poeta que dizem ter vivido em Vilar de Nantes.

É Rufino Martins quem está à frente da direção artística que conta com atores do Atelier “Teatro para todos”. Durante o teatro há música ao vivo de Alberto Ferry .

O espectáculo tem um valor simbólico e solidário: cada bilhete custa um euro e reverte para o Patronato de São José, em Vilar de Nantes.

O teatro vai ter duas sessões – às 17h00 e às 21h30 no Cine Teatro Bento Martins.

Mação

Em Mação comemora-se o Dia de Portugal e homenageia-se os combatentes do concelho que perderam a vida na Grande Guerra e no Ultramar. A cerimónia tem lugar no Largo dos Combatentes e começa às 11h30.

Mas antes disso há arruada às 11 horas com a Banda da SFUM – Sociedade Filarmónica União Maçaense.

O evento organizado pelo município de Mação e pelo Núcleo de Abrantes da Liga dos Combatentes termina com um almoço num restaurante local.

Constância

Também na vila de Constância é Camões que domina as celebrações. As celebrações começam já no sábado – dia 8 de junho – e duram até segunda.

São já as XXIV Pomonas Camonianas, onde tem lugar uma exposição e venda das flores e dos frutos referidos pelo poeta na sua obra (mercado quinhentista). Dos mais novos aos mais velhos, alunos e professores dos estabelecimentos de ensino no concelho vão representar figuras da época em que Camões passou por Constância.

São eles que animam o evento, onde há também declamação de poesia e apresentação de danças quinhentistas.

Dia de Portugal

Cartaz XXIV Pomonas Camonianas (Fotografia: site Câmara Municipal Constânia)

Macau

Lá fora, as comunidades portuguesas também marcam o dia. No Clube Militar de Macau vai ter lugar a exposição “Ver o Mundo como Ornamento” cujo trabalhado é da autoria de Vítor Pomar.

Vitor estudou nas Escolas Superiores de Belas Artes de Lisboa e do Porto e viu o seu trabalho reconhecido no Museu de Arte Contemporânea de Serralves com uma exposição antológica em 2003.

Desde pintura, fotografia, cinema e até vídeo experimental e instalações, são vários os trabalhos que compõem um total de 29 obras. A exposição começou esta quinta-feira – dia 6 de junho – e dura até 7 de julho.