3 - beevoz
Carnaval de Torres Vedras (Foto: Beevoz)

Torres Vedras compra metade da edição do livro de Carlos Miguel

Carlos Miguel, secretário de Estado da Administração Local, publicou em dezembro de 2018 um livro acerca do Carnaval de Torres Vedras. A Câmara local, que presidiu entre 2004 e 2015, comprou metade da edição do governante.

De acordo com o contrato, disponível no portal base.gov.pt, foram adquiridos pela empresa municipal Promotorres 500 exemplares, por 9.433,96 euros, a 21 de dezembro de 2018. A compra não foi efetuada diretamente ao secretário de Estado, mas sim à livraria União, um dos locais onde Carlos Miguel colocou o seu livro à venda.

380 fotos que explicam o Carnaval a quem não é de Torres Vedras

Esta obra, que compila 380 fotos do Carnaval tiradas entre 1990 e 2018, foi atribuída à Promotorres, segundo o jornal Tornado, precisamente no dia em que foi lançada no Grémio Artístico Torreense. Nessa sessão de apresentação o autor salientou que o seu livro nasceu do seu “vício pela fotografia, mas também da necessidade de explicar o que é o Carnaval de Torres a quem não é de Torres”.

Natural de Torres Vedras, Carlos Miguel revelou ao Público que “há muito que pensava em reunir uma coletânea que mostrasse a diversidade do Carnaval de Torres”, confessando ainda que a publicação foi preparada por si e por amigos ao longo do ano de 2018.

Carlos Miguel rejeita as incompatibilidades entre a sua profissão e o livro

O antigo presidente da Câmara rejeita qualquer tipo de incompatibilidades e afirma que se certificou, antes da edição do livro, que o cargo que exerce não o impedia de colocar à venda em locais de comércio regular os seus livros. “Só seguro de que assim era e sabendo que situações idênticas têm existido, avancei para a edição”, disse Carlos Miguel ao mesmo órgão de comunicação.

Carlos Miguel
Foto: página oficial de Carlos Miguel no Facebook

Promotorres justifica a sua grande compra

A Promotorres, empresa municipal responsável pela organização do Carnaval, justificou ao jornal Público a compra de um grande número de livros, dizendo que lhe compete “a divulgação e promoção do evento” e que o livro de Carlos Miguel “constitui um importante testemunho sobre o Carnaval de Torres Vedras”.

Segundo César Costa, presidente da empresa, a Promotorrescomercializa o livro diretamente junto do público” e “utiliza o livro como oferta em situações de representação ou agradecimentos”.

LÊ TAMBÉM: MAN BOOKER INTERNATIONAL PRIZE 2019 PARA JOKHA ALHARTHI – O RECONHECIMENTO DE UMA VOZ ÁRABE
Mais Artigos
Ricardo Araújo Pereira participa nas conversas da FFMS
Ricardo Araújo Pereira discute ‘O País Que Se Segue’ em ciclo de conversas digitais