Depois do Estado do Alabama ter estado na boca do mundo devido à sua polémica relativa ao aborto, eis que volta a acontecer. Desta feita, a rede estadual Alabama Public Television terá escolhido não transmitir a estreia da 22ª temporada de “Arthur” por conter cenas com um casamento homossexual.

O episódio cujo título é “Mr.Ratburn e a sua pessoa especial gerou controvérsia dentro do Estado sulista norte-americano. Tratava-se do casamento do adorado professor do terceiro ano Mr. Ratburn e Patrick, o chocolateiro.

https://www.youtube.com/watch?v=NrSb_M1k_yE

Mike McKenzie, diretor de programação da rede em questão, comentou o sucedido. Segundo o diretor, a PBS já havia alertado as várias estações em Abril relativamente a “possíveis preocupações dos espectadores devido a conteúdo do episódio.

Após este aviso e visualização do episódio em questão, a Alabama Public Television (APT) acabou mesmo por decidir não transmitir o episódio devido ao conteúdo em questão. Em vez disso, optou por transmitir uma repetição de uma temporada anterior.

Em declarações ao site AL.com, McKenzie reforçou a posição da sua estação: “Os pais confiaram na APT nos últimos 50 anos para proporcionar programas infantis que entretenham, eduquem e inspirem. Mais importante que isso – apesar de recomendarmos fortemente que os pais vejam televisão com os seus filhos e questionem-nos depois sobre o que aprenderam – os pais confiam que os filhos podem ver APT sem a sua supervisão. Também sabemos que as crianças cuja idade é inferior ao público alvo de ‘Arthur’ vêem também o programa.

Arthur” é uma série animada que é protagonizada por uma família de porquinhos-da-índia. A série conta a história de Arthur Read de oito anos e da sua interação diária com família e amigos.

Atualmente, a série vai já na sua 22ª temporada, estando mais três garantidas para o futuro. Cada episódio tem uma duração média de 25 minutos.

Lê também: Revista VEXO apresenta a segunda edição dedicada ao Património