A primeira semifinal do Festival Eurovisão da Canção 2019 não chegou ao milhão de telespectadores de audiência média, apesar da participação da canção portuguesa, que acabou a noite eliminada.

O concurso musical foi o terceiro programa mais visto do dia com 9,5% de audiência média e 21,2% de share, o que equivale a 920 mil espectadores por minuto. Na média das duas horas de exibição, a RTP1 foi líder de audiências. O maior número de espectadores em conjunto foi registado durante a interpretação de Telemóveis por Conan Osiris, com um pico de 12,3% de rating e share de 25,4% às 21h14.

Estes números representam uma quebra face aos números das semifinais de 2018, que marcaram 10,2 e 10% de audiência, respetivamente. A final do Festival, que contou com a participação portuguesa como anfitriã, obteve 16% de audiência média e 36,4% de share.

Quem viu a Eurovisão?

O Festival foi mais visto no Norte, que representou 40% da audiência do programa. Nesta região registou 10,1% de audiência média e 22,6% de share. Com menos interesse estiveram os espectadores do Alentejo, onde a conta de mercado não superou os 18,7%.

A audiência foi também maioritariamente idosa: 42,4% dos espectadores do formato tinha mais de 65 anos. O share é especialmente impressionante na faixa com mais de 75 anos, onde alcança os 34,4%. O evento continua com dificuldades para cativar os jovens: a quota de mercado é de apenas 8% entre os indivíduos dos 4 aos 14 anos e de uns meros 17,3% quando subimos para os 15-24.

A primeira semifinal foi ainda líder nos targets comerciais ABC 25-54, com 8,2% de audiência média e 22,8% de share.