Depois do sucesso do ano passado, a Festa do Cinema está de volta entre os dias 13 e 15 de maio. Durante estes três dias, os espectadores poderão assistir qualquer filme em todos os cinemas, cinematecas e auditórios do país por apenas dois euros e meio. Na edição deste ano, é atingido um marco histórico: 18 dos 72 filmes em exibição são de produção nacional.

Para além das exibições, a Festa do Cinema vai ter ainda três sessões especiais. No dia 13 de maio às 21:30, o UCI El Corte Inglès terá uma sessão de Solum com o realizador e ator Diogo Morgado e outros membros do elenco. No dia 14, à mesma hora, o cinema NOS Oeiras Parque recebe o elenco de Quero-te Tanto. Por fim, no dia 15, também às 21:30, o cinema UCI El Corte Inglès contará com uma exibição de Hotel Império com a apresentação da protagonista Margarida Vila-Nova.

Escolher entre 72 filmes não é tarefa fácil e por isso o Espalha-Factos selecionou 10 filmes, nacionais e internacionais, que não podes perder esta semana.

1. Hotel Império

Realizado por Ivo M. Ferreira e protagonizado por Margarida Vila-Nova (Maria) e Rhydian Vaughan (Chu), Hotel Império passa-se em Macau (região onde Vila-Nova viveu durante cinco anos), onde Maria é cantora de fado no casino que dá nome ao hotel. Chu regressa a Macau depois de décadas decidido a recuperar a metade do hotel que pertencia à sua mãe.

É um filme que dá a conhecer a grandiosidade das ruas estreitas de Macau, os mistérios do Casino, e que tem como pano de fundo as idiossincrasias da ex-colónia portuguesa.

2. O Professor e o Louco

Baseado no bestseller de Simon Winchester, e realizado por Farhad Safinia, é um filme baseado na história verídica da criação do Dicionário de Inglês de Oxford, um dos projetos mais ambiciosos do século XIX.

Mel Gibson é o Professor James Murray, o lexicógrafo escocês que aceitou o desafio de criar o dicionário mais abrangente de sempre, recebendo ajudas de todo o mundo, o que possibilitou que a obra fosse acabada em décadas e não num século, como era esperado. Uma das pessoas mais importantes no processo de desenvolvimento foi William Chester Minor (Sean Penn), um cirurgião de guerra americano, condenado e preso num asilo para criminosos loucos, que contribuiu com dez milhões de definições.

Mel Gibson em ‘O Professor e o Louco’ | Fonte: maiseducativa

3. Menina

Após o sucesso da série Sara da RTP2, a dupla Nuno Lopes e Beatriz Batarda protagoniza agora o filme Menina, realizado por Cristina Pinheiro entre a França e Portugal. Conta a história de Luísa Palmeira, uma menina de 10 anos nascida em França, filha de emigrantes portugueses – uma mãe analfabeta, completamente sozinha num país estranho e um pai alcoólico e doente.

Menina é uma obra importante que ilustra as dificuldades de viver entre duas culturas e duas línguas pelos olhos de Luísa, que procura as raízes da sua família, a sua própria identidade e quem foi “Saint Lazare”.

‘Menina’ | Fonte: SAPO Mag

4. Seduz-me se és capaz

Realizado por Jonathan Levine e protagonizado por Seth Rogen (Alta Pedrada Super Baldas) e Charlize Theron (Tully Mad Max: Estrada da Fúria), Seduz-me se és capaz é uma comédia romântica típica do século XXI: um jornalista desempregado e auto-destrutivo e a Secretária de Estado dos EUA reencontram-se depois de anos numa festa. Ela convida-o para ser auxiliar na sua campanha presidencial e eis que o romance se desenlaça.

Um filme que poderia facilmente cair no cliché problemático “homem mediano apaixona-se por mulher que é demasiada areia para o seu camião”, Seduz-me se és capaz surpreende: é engraçado, acreditável e irremediavelmente fofo.

Fred Flansky (Seth Rogen) e Charlotte Field (Charlize Theron) em ‘Seduz-me se és capaz’ | Fonte: Mashable

5. Até que o Porno nos Separe

O documentário de Jorge Pelicano apresenta-nos Eulália, uma senhora cristã e conservadora de 65 anos que descobre que o seu filho, emigrante na Alemanha, é o primeiro ator ponográfico gay português premiado internacionalmente.

Acompanhamos Eulália numa jornada emocional e as suas tentativas e aproximação e comunicação com o filho através do computador e do Facebook, e a maneira como vai moldando as suas expectativas como mãe, desafiando os valores com que foi criada.

D. Eulália e o seu filho em ‘Até que o Porno nos Separe’ | Fonte: Notícias de Coimbra

6. Vingadores: Endgame

O último filme da The Infinity Saga dos Vingadores, de Joe Anthony Russo, já é o segundo filme com a maior venda de bilheteira de sempre. É o grande desfecho dos 22 filmes da Marvel Studios e conta o que se sucede depois do estalar de dedos de Thanos ter dizimado metade da população mundial e destruído a equipa dos Vingadores.

O filme tem quase três horas de duração, e o seu trunfo “ consiste na presença de personagens que não apareceram em Vingadores: Guerra do Infinito.

Thanos de ‘Vingadores: Endgame’ | Fonte: Forbes

7. Gabriel

O filme de Nuno Bernardo passa-se no bairro lisboeta Olivais e conta a história de Gabriel, um jovem cabo-verdiano que vem para Portugal em busca de seu pai, que o deixou. Em Lisboa envolve-se no mundo do boxe, paixão que partilha com o pai desaparecido que, outrora, havia sido campeão no desporto.

Gabriel conta uma banda sonora composta maioritariamente por artistas do hip hop português como Vado Más Ki ÁsBispoPirukaEstracaDillaz e Wet Bed Gang ft. Charlie Beats.

 

8. The Beach Bum:A Vida Numa Boa

O primeiro filme de Harmony Korine desde Viagem de Finalistas (2012), The Beach Bum: A Vida Numa Boa é protagonizado por Matthew McConaughey (Moondog), um rebelde que faz as suas próprias regras – abusa nas festas, drogas e mulheres e usa isto como inspiração para um diário que acredita ser o próximo grande sucesso literário.

Matthew McConaughey e Snoop Dogg em ‘The Beach Bum: A Vida Numa Boa’ | Fonte: Time Magazine

9. Diamantino

Um filme carregado de cães gigantes, uma estrela de futebol e uma situação peculiar com refugiados – Diamantino é um futebolista açoriano (Carloto Cotta), competidor no Campeonato Mundial de 2018, que perde o seu talento depois deste acontecimento.

Uma comédia satírica que mistura sotaque açoriano, ignorância, paraísos fiscais, a crise dos refugiados, neofascismo e a manipulação genética.

Diamantino | Fonte: IndieWire

 

10. Raiva

Passado no Alentejo, em 1950, e inspirado num evento verídico acontecido em Beja, em 1930. Raiva é uma adaptação da obra Searas de Vento de Manuel da Fonseca. Realizado por Sérgio Tréfaut e protagonizado por Sergi López, Adriano Luz, Luís Miguel Cintra e Catarina Wallenstein, relata vários assassinatos a sangue frio acontecidos numa só noite – o desafio é descobrir a origem e o porquê de terem acontecido.

Raiva é um conto cru a preto e branco, um clássico do neo-realismo português que retrata a pobreza, opressão e injustiças sociais da época.

‘Raiva’ | Fonte: Mostra Internacional de Cinema