A poucos dias da estreia de Extremely Wicked, Shockingly Evil and VileZac Efron revela como foi protagonizar o filme. Numa entrevista à Entertainment Weekly, o ator fala sobre a sua experiência a interpretar o aterrador Ted Bundy.

Depois do sucesso de Conversations With a Killer: The Ted Bundy Tapes, a Netflix continua a apostar no tema e a investir em histórias verídicas. Ted Bundy é um dos criminosos mais assustadores da história. Contudo, apesar do seu nome ser praticamente sinónimo de “mal”, também é sinónimo de mediatismo.

Extremely Wicked, Shockingly Evil and Vile fala sobre todas as facetas do assassino. Para além de incluir alguns dos crimes mais conhecidos de Bundy, a sua fuga da prisão e, até o seu julgamento, o filme foca-se bastante na sua vida pessoal.

Segundo Zac Efron, este filme é diferente daqueles a que estamos habituados quando se trata de Bundy. “O filme é um olhar para o que Ted Bundy era, mas não da maneira que eu acho que teria sido a mais fácil, que era falar sobre os seus crimes. É realmente sobre a perspetiva da Liz [a namorada] e entra profundamente na sua mente [de Bundy] e como foi para ele lidar com [duas] vidas completamente diferentes.

Vestir e despir a Personagem

Interpretar uma personagem como Bundy não é tarefa fácil. Efron fez uma pesquisa intensiva, perdeu “imenso peso” e aprendeu a falar da mesma forma que o famoso serial killer. Ao longo do filme, foram bastante as filmagens que decorreram numa prisão no Kentucky. Para o ator, este tempo foi esclarecedor. “(…) sei oficialmente que é todo o tempo que quero passar lá [na prisão]. Foi apenas um par de horas, mas é chocante.

Apesar de ainda não ter sido disponibilizado oficialmente, o filme já recebeu várias críticas. O tom leve com que o trailer parece mostrar Ted Bundy foi considerado desrespeitoso para com as vítimas e as suas famílias. Contudo, isso não faz com que, para Efron, este deixe de ser um dos papéis mais desafiantes da sua carreira.

Embora o assassino seja caraterizado como demasiado carismático neste filme, a pesquisa que o ator teve de fazer foi emocionalmente intensa: “(…)ia para a bicicleta de exercício todas as manhãs e via coisas meio que pesadas“, conta na entrevista.

Quando questionado sobre como despia a personagem, o ator revela que fazia meditação transcendente no caminho para casa. Contudo, é peremptório em afirmar que “(…) não consegues realmente deixar tudo. Há sempre uma pequena parte de ti que sabe que amanhã és o Ted.”

LÊ TAMBÉM: FILME SOBRE O SERIAL KILLER TED BUNDY TEM TRAILER QUE JÁ FOI CONSIDERADO DESRESPEITADOR

Extremely Wicked, Shockingly Evil and Vile é realizado por Joe Berlinger e conta com um elenco de luxo. Para além de Zac Efron, Lily Collins, John Malkovich, Jim Parsons e Kaya Scodelario são alguns dos atores que participam no filme.

Mostrado em fevereiro deste ano, no Festival Sundance, Extremely Wicked, Shockingly Evil and Vile estreia a 3 de Maio. Zac Efron vai poder ser visto na pele de Ted Bundy, na Netflix.