Com quase três horas de duração, Vingadores: Endgame é um culminar de 11 anos de filmes dos super-heróis Marvel. Será que valeu a pena esta viagem?

Em 2008, estreava nas salas de cinema de todo o mundo, Homem de Ferro com Robert Downey Jr a assumir o papel do conhecido super-herói. A película, realizada por Jon Favreau, representou o primeiro passo do que viria a chamar-se o Universo Cinematográfico da Marvel e que popularizou este tipo de filmes no mainstream.

Passados 11 anos, Vingadores: Endgame é o 22º capítulo desta saga e é também a segunda parte de Vingadores: Guerra do Infinito. Desta forma, o mesmo  dá continuidade ao tão esperado confronto entre o grupo dos super-heróis e o vilão extraterreste Thanos.

Com um orçamento a rondar os 350 milhões de euros, o filme dos irmãos Anthony e Joe Russo tem a proeza de juntar todos os protagonistas deste universo cinematográfico. Há tempo para todos terem o seu momento.

Claro que a preferência pessoal por um determinado super-herói pode desiludir as expectativas de alguns fãs, mas tendo em conta o argumento, considero que a gestão de tempo deste aspeto foi executada de forma ponderada.

As peças de xadrez

Como já foi antecipado pelo Espalha-Factos, o trunfo do filme consiste na presença de personagens que não apareceram em Vingadores: Guerra do Infinito. Dito isto, o Homem Formiga e a Capitão Marvel são peças fundamentais que dão um contributo relevante para “desenvencelhar” um plano para o grupo dos heróis.

Grande parte do filme está estruturado na necessidade de explicar esse dito plano. Há tempo para fundamentar as preocupações dos heróis com direito a uma dose de referências, de forma humorística, à cultura pop contemporânea.

Vingadores: Endgame usa sabiamente certos cenários, de modo a relembrar uma compilação dos “melhores êxitos” que o universo cinematográfico já exibiu. Tem uma dose saudosista, mas que é pertinente para o desenvolvimento da história.

Um fim ou um até já?

Com Endgame, os irmãos Russo não reinventaram a roda no que diz respeito à fórmula popularizada por este tipo de filmes, mas demonstram sabedoria na sua execução. Existem surpresas, alegrias mas também tristezas.

É difícil agora prever quais serão os próximos passos deste universo. Com a aquisição dos Estúdios Fox por parte da Disney, os fãs pedem agora que os X-men e o Quarteto Fantástico sejam integrados nos próximos capítulos.

Tendo em conta o sucesso nas bilheteira destes filmes nestes últimos anos, a fadiga de filmes de super-heróis parece não existir. De acordo com os dados do site Box Office Mojo, as receitas dos 22 filmes rentabalizaram à Disney mais de 18 mil milhões de dólares (mais de 16 mil milhões de euros).

O próximo a estrear, com o selo dos Estúdios Marvel, é Homem Aranha: Longe de Casa no próximo mês de julho.

Título original: Avengers: Endgame

Realização: Anthony Russo e Joe Russo

Argumento: Christopher Markus e Stephen McFeely

Elenco: Robert Downey Jr, Chris Evans, Brie Larson, Scarlett Johansson, Josh Brolin

Género: Acção, Aventura, Fantasia

Duração: 181 minutos

'Vingadores: Endgame': O fim do universo Marvel ou um até já?
8.5Valor Total
Votação do Leitor 8 Votos
7.2