No dia 22 de abril, a livraria Bertrand do Chiado, em Lisboa, vai promover um ‘speed dating’ literário, oferecendo aos leitores uma oportunidade única para, durante cinco minutos, conversarem com os autores convidados.

Integrada nas comemorações do Dia Mundial do Livro, a iniciativa procura celebrar o amor aos livros através do encontro entre leitores e escritores portugueses. “Faça a pergunta que sempre quis fazer, peça um autógrafo, conviva e aproveite”, refere a entidade promotora na página oficial no Facebook.

Foto: Bertrand Livreiros

Carolina Jacques, Paulo Batista, Filipa Fonseca Silva, José Riço Direitinho, César Maia, Nuno Amaral Jorge, António Costa Santos, João Pedro Marques e Teolinda Gersão são os autores convidados para o evento que terá lugar na livraria Bertrand do Chiado, pelas 18h30.

A participação no evento é gratuita, mas requer inscrição prévia através do e-mail [email protected].

Por amor aos livros

Assim que anunciada a 1 de abril, a iniciativa gerou uma onda de contestação nas redes sociais, liderada sobretudo pela cooperativa Bairro dos Livros, que acusou a Bertrand Livreiros de plágio de ideias.

Segundo o Bairro dos Livros, o conceito teria sido sugerido à rede de livrarias há uns anos numa proposta de colaboração que não se concretizou.

«Para os responsáveis da empresa, “a acusação de que a Livraria Bertrand plagiou essa ideia é grave e difamatória do bom nome da Livraria Bertrand”. Por um lado, afirma a Direção Comercial e de Marketing, “porque não existe plágio de ideias”, por outro, “porque mesmo que existisse, esse plágio só poderia ser invocado se a ideia plagiada fosse original, o que não acontece, como já demonstrámos publicamente», noticiou o Diário de Notícias.

Lê também: Antinuous e outros poemas em Inglês de Pessoa chega às bancas