A um mês da Grande Final do Festival Eurovisão da Canção, os Países Baixos não deixam o primeiro lugar nas apostas para a vitória na competição. Portugal, representado por Conan Osiris, está desde o dia 19 de março fora do top10 dos apostadores, no 11.º lugar.

Duncan Laurence, com a canção Arcade, tornou-se um imediato favorito dos fãs no início de março, quando os holandeses revelaram a sua escolha para Telavive. Ao longo do tempo, fortaleceu a liderança e ultrapassou a concorrência direta, que é formada pela Rússia, em segundo lugar, e pela Suíça, que ocupa a terceira posição.

Depois de, no ano passado, os primeiros lugares terem sido disputados por participantes femininas, este ano o top5 é masculino: o participante russo é Sergey Lazarev, o suíço chama-se Luca Hanni, a Itália é representada por Mahmood e os suecos, na quinta posição das apostas, levarão John Lundvik aos palcos israelitas.

No restante top10 alinham a Islândia, com os excêntricos Hatari, a cipriota Tamta, a maltesa Michela Pace, a grega Katerine Duska e ainda o coletivo norueguês KEiiNO.

Portugal, agora em 11.º lugar nas apostas com Telemóveis, chegou a estar cotado em 7.º lugar pelos apostadores. A canção portuguesa está ainda em maus lençóis no que diz respeito às apostas para o apuramento. De acordo com o agregador do site Eurovision World, Conan Osiris não está entre os 10 favoritos para conseguir chegar à final de 18 de maio.

E quem é que fecha a tabela?

Nos últimos cinco lugares dos apostadores, as alterações têm sido poucas: Montenegro, Geórgia, Letónia, Moldávia e San Marino são vistas como tendo baixas expectativas de vitória.

No entanto, estes valores não são definitivos e muito menos fatais. As alterações que podem acontecer no espaço de um mês são muitas e os apostadores são nervosos, atentos a todos os pormenores dos ensaios, das tours promocionais ou mesmo das novidades em torno dos concorrentes ao Festival.

As noites das grandes decisões acontecem a 14, 16 e 18 de maio. O Espalha-Factos vai acompanhar todo o Festival da Eurovisão, em direto de Telavive e também com uma equipa em Portugal especialmente dedicada à febre eurovisiva.