Game of Thrones
Fotografia: Divulgação

Game of Thrones: Estreia noturna no Syfy perde fôlego face à temporada passada

A estreia da oitava temporada de Game of Thrones no prime-time de segunda-feira do Syfy conquistou 1,5% de audiência média e 3,3% de share, em perda face aos valores registados na sétima temporada, que arrancou com 2,1% de audiência média e 4,8% de share.

O bom resultado da emissão simultânea com a estreia nos Estados Unidos, que marcou 0,9% de audiência média e 11,2% de share na emissão entre as duas e as três da manhã pode ser uma das razões para a descida destes valores, tendo havido uma dispersão dos espectadores entre os dois horários.

Nas próximas semanas, a transmissão continuará a ocorrer nos dois horários: Em simultâneo com a exibição norte-americana, às 02h, e depois em repetição às 22h15. Este ano, a HBO Portugal garante também os direitos para a transmissão da série on demand.

Quem viu o episódio de estreia?

O arranque da série teve valores equilibrados entre os vários targets do público português, embora seja notória a predominância da região Centro (4,2% de share). São também mais os homens a ver a série do que as mulheres (4,2% contra 2,6% de share).

E, se na emissão simultânea foram os jovens entre os 15 e os 24 anos que foram mais fervorosos a acompanhar a transmissão, na transmissão à noite o domínio foi entre os 25 e os 34 anos. Nesta faixa etária, a série registou 8,9% de share, quase três vezes acima da média nos restantes públicos.

Série lidera entre os mais ricos

Entre os indivíduos colocados no Status A, a classe dos mais ricos entre os mais ricos, Game of Thrones foi líder no horário nobre, com 7,9% de audiência média e 19,6% de share. No entanto, não podemos esquecer que este target representa uma porção ínfima do público português, pouco mais de 300 mil espectadores num Universo superior a nove milhões.

 

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
la casa de papel
‘La Casa de Papel’. O que esperar da quinta e última temporada