Após dois anos de paragem, o Festival PANOS regressa e muda de casa. A edição deste ano está a cargo do Teatro D. Maria II, em Lisboa, e os espetáculos iniciam-se já este mês, entre os dias 26 e 28 de abril. O Espalha-Factos não quer que percas nada e dá-te a conhecer mais sobre este festival de teatro que tem como objetivo trazer a “palcos novos, palavras novas”.

O PANOS está de volta e já tem vencedores

O Festival PANOS dá a oportunidade a um conjunto de jovens de participar num concurso de teatro, lado a lado com escolas de todo o país. Ano após ano, a organização deste festival encomenda a um conjunto de escritores ou dramaturgos vários textos com o objetivo de serem interpretados por jovens. É o mote principal para o festival: dar palavras novas a jovens atores, maioritariamente amadores.  

Após escolhidos os textos pelos concorrentes e grupos, estes apresentam ao júri o seu trabalho final. Os vencedores deste ano vão ter a oportunidade de interpretar a sua versão da peça numa das casas de teatro mais emblemáticas do país: o D. Maria II (Sala Garrett e Sala Estúdio).

Logótipo oficial do Festival PANOS 2019

Apesar do projeto PANOS ser um concurso, o objetivo principal é o da partilha de visões acerca dos textos e do convívio entre jovens das mesmas gerações. O ambiente é bastante informal, sendo que, muitas vezes, até os autores das peças estão presentes nas apresentações dos jovens atores.

Foram já anunciados os vencedores das peças levadas este ano a concurso – estes grupos de jovens vão atuar no teatro D. Maria II nos três dias que compõem o festival:

Dicionário, de José Maria Vieira Mendes

Clube de Teatro O Gilteatro do Agrupamento de Escolas de Alcochete

CAF BCV – Centro de Artes e Formação – Junta de Freguesia do Lumiar

Os Anciãos, de Deborah Pearson

Grupo de Teatro Juvenil do Virgínia (Torres Novas)

Escola Secundária Dr. Ginestal Machado (Santarém)

Lobo à Porta, de Isabela Figueiredo

Grupo Cénico – Colégio José Álvaro Vidal / Fundação CEBI (Alverca)

Na Xina Lua da Escola Secundária de Tondela

12 anos de histórias contadas em palco

De 2005 a 2017 a casa do Festival PANOS foi a Culturgest. Nos anos que o constituíram, vários jovens tiveram a oportunidade de pisar o palco do grande e do pequeno auditório desta instituição, com textos novos em todas as edições. Num ambiente de convívio e troca de ideias, gerações de jovens pensaram em conjunto e mostram em palco as suas formas de ver cada texto.

Pelo meio existe sempre espaço para festa que, nesta 12.ª edição, será no dia 27 de abril, pelas 17 horas. À semelhança do que era feito nas organizações da Culturgest, o D. Maria II vai receber no seu átrio de entrada uma festa com um DJ, na qual os participantes e público no geral vão poder participar. Nesta festa, bem como ao longo do festival, estará à venda o já habitual livro que compila todos os textos de cada ano – para os que já colecionam os das edições anteriores.

LÊ TAMBÉM: O DOCE PODER DA MÚSICA: DIAS DA MÚSICA HONRAM SHAKESPEARE NO CENTRO CULTURAL DE BELÉM