Homecoming: A Film by Beyoncé conta a história do espetáculo da primeira mulher negra a ser cabeça de cartaz do Coachella. O documentário sobre um dos maiores concertos do festival chega a 17 de abril à Netflix.

“Aquilo que quero fazer é ser representante da minha raça… da raça humana.” Assim começa o trailer do filme, que vai buscar citações a uma das últimas entrevistas de  Maya Angelou.

A poetisa foi uma das vozes mais importantes na luta pelos direitos civis no mundo das artes, e chegou a privar com Martin Luther King Jr. e Malcolm X.

Utilizar Maya Angelou como narradora dá o mote à forte componente de justiça social que o documentário vai ter.

Para além de ter sido a primeira mulher negra cabeça de cartaz na história do Coachella, Beyoncé trouxe momentos únicos ao festival.

A performance contou com Michelle Williams e Kelly Rowland que com ela formavam o trio que trouxe a Queen Bey para a ribalta: Destiny’s Child. Dias depois, Beyoncé apresentou o Homecoming Scholars Awards Program, cujo objetivo é oferecer bolsas académicas a estudantes de universidades historicamente negras.

Lê Também: Coisa mais linda – voz feminina em melodia de bossa nova

Será a primeira vez que a atuação de Beyoncé no Coachella é disponibilizada na íntegra, para quem não assistiu ao festival. O filme promete revelar o conceito em que assentou o espetáculo.

Homecoming: A Film by Beyoncé inclui não só imagens do concerto, mas também entrevistas e filmagens dos bastidores. O documentário chega à Netflix a 17 de abril.