Dora, a Exploradora é o desenho animado mais recente a fazer a transição para o cinema em Dora e a Cidade de Ouro Perdida. Prometendo ser fiel ao espírito da série original, esta Dora interpretada por Isabela Moner também irá servir como uma continuação.

A série foi originalmente transmitida pela Nickelodeon entre 2000 e 2014, sendo que ainda hoje sobrevive através de merchandising e séries spin-off. A narrativa de Dora a Exploradora era simples: Em cada episódio, esta menina de 7 anos explorava a selva juntamente com Botas, um macaco falante. Ao longo da sua jornada, Dora também quebrava frequentemente a quarta barreira. Fazia-o ao pedir ajuda aos espectadores, criando um silêncio durante o qual as crianças poderiam tentar adivinhar qual deveria ser a resposta correta.

O filme vai ter uma Dora adolescente que acabou de entrar numa escola secundária, após ter passado vários anos longe da civilização. No entanto, acaba por se ver no centro de uma nova aventura na qual terá de salvar os seus pais, liderar um grupo de adolescentes na selva e resolver o mistério por trás de uma civilização Inca desaparecida (provavelmente devido aos Conquistadores espanhóis, mas é pouco provável que se mencione isso num filme de família).

Para além de Isabela Moner, o elenco inclui Eugenio Derbez, Michael Peña, Eva Longoria, Danny Trejo e até Benicio del Toro. O realizador James Bobin tem experiência em filmes feitos para famílias, tendo sido responsável pelo regresso dos Marretas (2011) e por Alice do Outro Lado do Espelho (2016).

O trailer pode ser visto aqui:

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=gUTtJjV852c]

Dora e a Cidade de Ouro Perdida tem uma data de lançamento prevista em Portugal para 8 de agosto.