A editora Guerra e Paz lançou em fevereiro um livro com citações de Adolf Hitler, onde pretende desmistificar esta que é uma das personagens mais conhecidas da história, comummente considerada um monstro. Lemos o livro e trazemos-te agora a nossa opinião.

Fonte: Guerra e Paz

Por mais que seja um tema debatido, ainda hoje nos é difícil conceber como foi possível terem acontecido as atrocidades inerentes à Segunda Guerra Mundial. Mas se houve uma pessoa a quem se pode deitar as culpas, expoente da crueldade e desumanidade, essa pessoa é Adolf Hitler. Ao mais não nos esqueçamos da icónica frase de Winston Churchill aquando da invasão da URSS por parte da Alemanha nazi, “Se Hitler invadisse o Inferno, eu faria, pelo menos, uma referência favorável ao Diabo na Câmara dos Comuns“.

Talvez seja a sua exacerbada perversidade, aliada ao seu maquiavelismo, a razão para fazer de Hitler uma pessoa que, ainda hoje, continua a motivar curiosidade e a ser matéria de investigação. Afinal, falamos de um homem que assassinou milhões de pessoas e destruiu e subjugou a Europa.

Lê também: WINSTON CHURCHILL EM 18 CITAÇÕES QUE TALVEZ AINDA NÃO CONHEÇAS

Através de citações do próprio Hitler, retiradas sobretudo do seu livro Mein Kampf (A Minha Luta), a obra desvenda a ideologia, os pensamentos e sentimentos do líder alemão. Não fosse ele quem fosse, obviamente que a maioria das citações reportam para o racismo e o ódio aos judeus, mas há mais para além disso. Desde temas como a arte, o capitalismo, o comunismo, a fé, os direitos humanos, o ódio, a pátria, a união ou a verdade, são várias as matérias das quais conseguimos reter o que pensava Hitler.

Fonte: Pinterest

Os temas das citações encontram-se ordenados por ordem alfabética, e, ao longo do livro, existem também curiosidades sobre o ditador nazi, como a lista dos seus filmes preferidos, dos seus ídolos, dos seus ódios, das mulheres da sua vida ou da sua estratégia nos comícios. Um pouco de tudo.

Tal como a editora Guerra e Paz já nos vem habituando, este livro conta com uma bela edição – com um estilo de letra apelativo e fazendo largo uso de uma cor predominante da ideologia nazi, o vermelho, usado nos títulos e em partes das citações, a leitura da obra torna-se ainda mais intensa.

Mais importante do que tapar as “desgraças” do passado é estudá-las e percebê-las para que possamos evitá-las no futuro. Tal como se lê na contracapa da obra “Para que a História não se repita é preciso conhecer o seu lado mais negro”.

Como tal, se queres tentar perceber mais acerca da mente retorcida de Hitler de uma maneira prática e simples, este é o livro ideal para o fazeres. Se, por outro lado, pretendes estudar a fundo esta personalidade histórica, aconselhamos-te a ler a sua obra completa, Mein Kampf. O Espalha-Factos também já leu este que é o pilar da ideologia nazi. Podes ler a opinião aqui.

Mein Kampf, adolf hitler

Fonte: Wook

Lê também: AQUI, CELEBRA-SE O VERSO: DESCOBRE O ROTEIRO LISBOETA DA POESIA