Jennifer Aniston é a protagonista de Miss XL, uma comédia dramática baseada no best seller de Julie Murphy, que estreia nos grandes ecrãs nacionais já o dia 21 de março.

Miss XL. Fonte: NOS Audiovisuais

Miss XL é realizado por Anne Fletcher e produzido por Kristin Hann. O filme que originalmente se intitula Dumplin (bolinho/pastel) tem ainda um nome de peso na ficha técnica: Dolly Parton. A lenda do country compôs novos temas e fez algumas versões dos seus clássicos para a banda sonora do filme. “O filme tocou-me profundamente e espero que as pessoas também se sintam tocadas por ele”, disse Parton que colabora com nomes como Sia, Mavis Staples, Miranda Lambert entre outros na banda sonora do filme.

Um filme que segundo Jeniffer Aniston permite uma abertura da mentalidade. “(Miss XL) traz à tona todo os tipo de conversas maravilhosas, e abre o diálogo entre mães e filhas e, esperançosamente, entre amigos também”, explica.

A contracenar com a eterna Rachel está Danielle Macdonald. A atriz australiana acrescenta ainda a esperança de que a história tenha tanto impacto nos espectadores como teve com ela. “Todos nós temos problemas, mas acho que a mensagem principal é acordar com eles e realmente tentar“, disse. “Vai lá e tenta algo que te assusta, algo que nunca pensaste que poderias fazer.

O elenco conta ainda com a presença de Harold Perrineau e Odeya Rush, juntamente com Maddie Bailio, Luke Benward, Dove Comeron, e Bex Taylor-Klaus.

Ginger Minj, a drag queen que ficou conhecida pela sua participação em RuPaul’s Drag Race, faz também parte do elenco de Miss XL.

Uma aventura de saltos altos

Miss XL. Fonte: NOS Audiovisuais

Foi na pequena cidade do Texas que a adolescente Willowdean Dickson (Danielle Macdonald) cresceu com a presença da sua tia Lucy (Hilliary Begley) e com a admiração por Dolly Parton.

Após a morte da sua tia, Will continua a lutar por  se sentir confortável na própria pele, um problema cada vez mais difícil de lidar devido à  pressão da sua mãe, Rosie (Jennifer Aniston). Rosie é uma ex-rainha de concursos de beleza, presa às glórias do seu próprio passado e aos estereótipos de beleza antigos, que pouco tem em comum com a sua filha.

É na organização do desfile Miss Teen Bluebonnet organizado pela própria mãe que Will começa uma jornada de auto-descoberta já que decide inscrever-se e saltar para fora da sua zona de conforto. Com a perda da tia, Will encontra um novo mentor num amigo de Lucy, Lee (Harold Perrineau), uma Drag Queen que a irá preparar para o palco. Mas, para grande surpresa, Will é apoiada por outras concorrentes com excesso de peso, nesta que é uma verdadeira revolução de saltos altos.

Enquanto isso, Rosie continua o luto da irmã enquanto tenta o relacionamento tenso e quase irreparável com a sua própria filha.

Com um sistema de apoio que inclui desde as suas amigas, Drag Queens e Dolly Parton como guia espiritual, Willowdean encontra a sua força cada vez mais na sua citação favorita de Dolly “Se queres o arco-íris, tens de aguentar a chuva”.

Homenagem a Dolly Parton

 

No centro de Miss XL está a música e a sabedoria de Dolly Parton, sem dúvida um dos ícones americanos mais adorados. Apresenta seis novas músicas e cinco co-escritas com a aclamada produtora Linda Perry. Parton avançou “Quando a Linda e eu nos reunimos, percebemos que tínhamos muito em comum musicalmente (…) Fomos ver o filme e começámos a compor algumas músicas baseadas na atitude e no sentimento que o filme trasmite.”

Para além da estreia de músicas como Girl in the Movies, Miss XL tem conta com novas  versões dos maiores sucessos de Parton como Jolene e Two Doors Down. Sia, Miranda Lambert, Mavis Staples, Rhonda Vincent, Elle King e Macy Gray são apenas alguns dos colaboradores da banda sonora.

Jennifer Aniston e Danielle Macdonald contracenam com Dolly ao cantarem a música Push & Pull. Ela é um canal constante de música“, disse Aniston sobre Parton.