Lisboa volta a abraçar o MIL, o festival onde a música portuguesa é rainha e se faz o dito networking que interessa. Entre os dias 27 e 29 de março, todos os caminhos vão dar ao Cais do Sodré. Além das conferências com importantes nomes do panorama musical, os artistas que preenchem o cartaz do MIL são uma das principais atrações. Para facilitar a vida, trazemos-te cinco concertos a não perder nos três dias de festival.

Como plataforma de intercâmbio, o evento destaca-se pelo showcase de novos artistas e bandas portuguesas. Há música para qualquer ouvido, sendo que lá poderemos ouvir desde Cave Story a Conan Osíris e até Môrus. O Espalha-Factos destaca então cinco must-sees do MIL:

Conan Osíris (Musicbox)

Não é preciso dizer muito sobre o fenómeno Conan Osíris. Depois de ter conquistado a internet, está a poucos passos de tomar Telavive de assalto. Na sua música está um desbravar de territórios sónicos que desafiam o comum ouvinte. Não só de telemóveis vive Conan, portanto haverá ADORO BOLOS com fartura para quem vai à descoberta do álbum de sucesso do artista.

29 de março, 00h – 00h45 no Musicbox

Bluish (Viking)

O dream pop vai estar bem presente em Lisboa com os Bluish, o duo formado por Vera Vaz e João Farmhouse. Eles vão abrir o teto do Viking para que todos possam ver as estrelas ao som de On Our Own, o seu primeiro EP. O minimalismo decorre ao longo dos cinco temas, mas o universo expande-se rapidamente com os primeiros acordes. O vaivém Bluish vai descolar e estão todos convidados para tirar os pés da Terra.

29 de março, 21h – 21h45 no Viking

Nídia (Musicbox)

Já foi destaque na Pitchfork, mas tudo começou na Príncipe Discos. Nídia tem ganho notoriedade precisamente por nascer da música sem barreiras. Cruza a eletrónica com tarraxo e batidas que não têm forma de serem agarradas. Os sons hipnóticos do disco Nídia é Má, Nídia é Fudida vão fechar a 2ª edição do MIL com o melhor que a nova música portuguesa pode dar.

29 de março, 03h – 04h no Musicbox

Ditch Days (Estúdio TimeOut)

Psicadélico português à moda de Lisboa com synths hipnóticos e canções pop que remetem para o calor do verão. Estes são os Ditch Days que dispensam apresentações. No MIL vão apresentar hits como Seth Rogen e o tema mais recente Even If You Know, lançada em 2019. Os sons dreamy vão dar asas ao Estúdio Timeout e com eles vamos voar.

29 de março, 19H45 – 20H30 no Estúdio TimeOut

Pedro Mafama (Roterdão)

O rapaz estrela que tem andado nas bocas do mundo é Pedro Mafama. O cocktail de fado com kuduro traz novas sonoridades à melancolia tão lusa que o caracteriza. O EP Tanto Sal, lançado em 2018, vai ter grande destaque na sua passagem pelo festival. Mafama é um nome a atentar para quem quer conhecer a nova direção musical portuguesa, que cada vez mais se funde com a etnicidade presente na Lisboa urbana.

28 de março, 20h45 – 21h30 no Roterdão